Províncias

Sector agrário no centro das prioridades

Carlos Bastos | Quibala

O sector da agricultura continua a ser uma das prioridades das autoridades do Cuanza Sul que trabalham com vista a potenciar os camponeses com meios essenciais para o aumento da produção agrícola e garantir a estabilidade económica da região, assegurou ontem o governador provincial.

Região possui um potencial agrário bastante rico e se for bem explorado pode contribuir para a arradicação da pobreza nas comunidades
Fotografia: Kindala Manuel

Eusébio de Brito Teixeira, que falava num encontro com os membros do Conselho de Auscultação e Concertação Social no município da Quibala, solicitou a administração local no sentido de apostar cada vez mais na agricultura, com vista a diversificação da economia.
O governador provincial reconheceu que o município possui terra aráveis para cultivo de cereais, legumes e outros produtos, por isso, referiu ser importante a apostar na agricultura para que o país deixe de depender exclusivamente do petróleo e os seus derivados.
“Temos consciência da situação que o país vive, por isso é importante a participação de todos e não apenas esperar do Executivo como único agente da mudança. Os munícipes, estudantes, empresários, comerciantes e a sociedade civil devem dar também o seu contributo”, explicou o governador provincial, que acrescentou: “O município da Kibala possui um potencial agrário bastante rico e se for bem explorado pode contribuir para a arrecadação de receitas para os cofres do Estado, realçando que são várias as preocupações que afligem à população e que seria importante a resolução de imediato, mas devido ao momento que se vive, torna-se difícil satisfazer todas as preocupações”.

Progresso do município

O município da Quibala está bem servido em termos unidades sanitárias, do qual dispõe de  um hospital com capacidade de 77 camas, dois centros de saúde e 14 postos médicos. Os serviços sanitários são asseguram por 126 enfermeiros e três médicos.
No que respeita à Educação, existem na localidade 36 escolas, com 169 salas de aula.
O sector da Agricultura no município controla actualmente 406 empresas agrícolas, desde pequenas, médias e de grandes porte e apenas 155 se encontram em funcionamento. Sobre os projectos em curso no município da Quibala, o administrador, Manuel Francisco Fernando, reconheceu que em função da crise económica e financeira não foi possível executar alguns  programas.
 Na aldeia do Kizou foram  construídos dois quiosque na sede do município e um posto médico na aldeia de Bango-ya-Coma.

Tempo

Multimédia