Províncias

Serviço veterinário prevê vacinar centenas de milhares de animais

Victor Pedro | Sumbe

O Instituto dos Serviços Veterinários (ISV), na província do Kwanza-Sul, vai imunizar mais de 120 mil animais durante a campanha de vacinação, com início previsto para o mês de Maio, numa cobertura de 2.147 bairros.

Vão ser vacinadas mais de 120 mil cabeças de gado bovino bem como animais de estimação
Fotografia: Santos Pedro

O Instituto dos Serviços Veterinários (ISV), na província do Kwanza-Sul, vai imunizar mais de 120 mil animais durante a campanha de vacinação, com início previsto para o mês de Maio, numa cobertura de 2.147 bairros.
Dentre os animais a serem vacinados, segundo informações prestadas sexta-feira, no Sumbe, pelo chefe de departamento do Instituto, José Bonifácio Sucumula, constam os de estimação e gado bovino.
O Instituto, segundo o responsável, está a criar todas as condições técnicas, materiais e logística necessárias para o arranque da campanha de vacinação.
No ano transacto, o Instituto previa vacinar 90 mil bovinos e 25 mil animais de estimação, mas apenas foram imunizados 30 mil animais em toda a província, devido a vários contratempos.
O chefe de departamento do ISV informou que actualmente a instituição conta com 20 técnicos, número que considera insuficiente para a demanda que o sector tem vindo a registar. Daí a necessidade de se reforçar o quadro com mais 28 técnicos.
José Bonifácio salientou que é necessário que se apetreche igualmente o sector com meios de transporte e outro material de suporte às campanhas de vacinação.
Aquele responsável salientou que para cobrir a falta de técnicos, está prevista a assinatura de um convénio entre o ISV e o Instituto Superior Politécnico do Kwanza-Sul, que prevê o envolvimento dos estudantes do curso de zootecnia nas campanhas de vacinação.
Estes estudantes, segundo o chefe de departamento, vão apoiar apenas as campanhas de vacinação de animais de estimação, por possuírem pouca experiência na imunização de outras espécies.
José Bonifácio sublinhou que o concurso público, promovido recentemente pela direcção provincial da Agricultura e Desenvolvimento Rural, vai minimizar, de forma significativa, a carência de técnicos nas diversas áreas do sector.
O chefe de departamento provincial do Instituto dos Serviços de Veterinária, na província do Kwanza-Sul, registou, durante o ano passado, seis casos de raiva, mais um que no ano de 2009.

Casos de raiva

Este ano, pelo menos até Março, não há nenhum registo oficial de casos de raiva na província. Anualmente, realiza-se uma campanha de vacinação de animais, entre os meses de Maio e Junho, num período de 60 dias. Estas vacinas possuem um reagente forte e só podem ser aplicadas aos animais que estejam nutridos ou preparados para as receber, esclareceu José Bonifácio Sucumula.

Tempo

Multimédia