Províncias

Serviços clínicos da Conda precisam de mais médicos

Casimiro José | Conda

O Hospital Municipal da Conda necessita de mais médicos e enfermeiros, anunciou ontem o seu director clínico, Moniz Ncoxi, no final da visita que o governador da província, Eusébio de Brito Teixeira, efectuou à unidade hospitalar.

Hospital Municipal da Conda tem dificuldades em atender todos os doentes da região
Fotografia: Casimiro José

O Hospital Municipal da Conda necessita de mais médicos e enfermeiros, anunciou ontem o seu director clínico, Moniz Ncoxi, no final da visita que o governador da província, Eusébio de Brito Teixeira, efectuou à unidade hospitalar.
O responsável pela área clínica do Hospital Municipal disse que são necessários mais quadros e técnicos. Neste momento tem apenas três médicos e 95 enfermeiros e, para satisfazer as necessidades, são necessários seis médicos e 344 enfermeiros.
Moniz Ncoxi defende que a humanização dos serviços de saúde deve passar pela compatibilidade das infra-estruturas sanitárias com a existência de técnicos que atendam com profissionalismo os pacientes: “às vezes o mau atendimento de que muito se fala nos últimos tempos resulta da existência de poucos enfermeiros, aliada à falta de pessoal auxiliar, como catalogadores e maqueiros”.
O responsável para a área clínica do Hospital Municipal da Conda considera que o apetrechamento de outras unidades sanitárias na periferia deve ser outro desafio das estruturas competentes, para desafogar os hospitais municipais.
Sobre as doenças mais frequentes atendidas no Hospital Municipal da Conda, o director clínico apontou o paludismo, diarreias, infecções respiratórias e traumas resultantes dos acidentes de viação.

Tempo

Multimédia