Províncias

Sonangol aposta na criação de um centro para formação

Manuel Tomás | Sumbe

A Sonangol está a construir na comuna de Quicombo, município do Sumbe, um centro profissional de formação marítima com capacidade para 96 formandos.

Sector dos Petróleos ganha novo alento
Fotografia: Jornal de Angola

A Sonangol está a construir na comuna de Quicombo, município do Sumbe, um centro profissional de formação marítima com capacidade para 96 formandos. O técnico de instalações da empresa Engexpor, Rui de Carvalho, disse que dentro de três anos, o centro vai acolher mais de 200 estudantes.
O centro de formação marítima está vocacionado para formar quadros nas especialidades de cadetes de alto mar, oficiais de mestrança e marinhagem, certificação restrita, línguas e outras áreas ligadas ao exercício de funções no mar.
Segundo Rui de Carvalho, o centro em construção vem colmatar uma lacuna que há muito se fazia sentir na área da formação de marinheiros, evitando enviar candidatos para o exterior do país e lembrou que o empreendimento faz parte de um vasto programa que a Sonangol realizou no país, onde investiu sete mil milhões de dólares.
O centro ocupa uma área de 72 hectares e está a ser edificado e equipado com material de última geração adquirido em Portugal, Bélgica, Alemanha e Estados Unidos da América. O centro de formação vai dispor de oficina de engenharia naval, mecânica, 16 salas de aulas, dois laboratórios para aulas práticas, centro de pesquisas, unidade de treino contra incêndios e estação de tratamento de água.
As instalações também vão contar com um helioporto áreas administrativas e de lazer, refeitório, bibliotecas, oficinas, dormitórios e casas para os professores. Rui de Carvalho lembrou que o centro de formação profissional é autónomo do ponto de vista da produção de energia eléctrica.
Com a criação do referido empreendimento, Rui de Carvalho acredita que os formandos vão encontrar as melhores condiçoes para facilitar o aprendizado e colocar em prática as técnicas a nível das instituições em que labutam.

Tempo

Multimédia