Províncias

Sumbe põe cobro a construções ilegais

A administração municipal do Sumbe, província do Cuanza sul, quer pôr cobro às construções anárquicas e em zonas de risco na cidade, estando a distribuir terrenos loteados para conferir maior dignidade e segurança aos seus habitantes.

Segundo o administrador municipal, Manuel do Nascimento da Silva, todos os que não obedecerem aos requisitos exigidos para construção de uma residência no município vão ter as obras embargadas.

Tempo

Multimédia