Províncias

Traçadas novas estratégias para o combate à pobreza

Manuel Tomás |Quibala

Os participantes na segunda reunião provincial ordinária de balanço do programa de combate à pobreza, que decorreu no município da Quibala, traçaram orientações com vista a consolidar os mecanismos que visam melhorar o desempenho das administrações municipais no cumprimento do programa traçado pelo Governo provincial.

Na cidade do Sumbe as acções em curso estão a permitir melhorar o nível de vida da população
Fotografia: Jornal de Angola

A aplicação das acções que constam do programa de luta contra a pobreza foi avaliada e considerada positiva devido às melhorias que se registam nas áreas da saúde, educação, abastecimento de energia e água potável e outras que contribuem para o bem-estar das comunidades.
O encontro reuniu directores provinciais, administradores municipais e outros intervenientes do programa e serviu também para esclarecer dúvidas que se prendem com as orientações metodológicas do programa e traçou metas a seguir nos próximos tempos.
 O vice-governador para a área económica, Mateus Alves de Brito, que presidiu ao encontro, considerou o administrador municipal como o principal catalisador e coordenador de toda a actividade inserida no programa de combate à pobreza na área da sua jurisdição.
 “Cada município coordena todas as acções que concorrem para o desenvolvimento e crescimento da municipalidade, assim como os indicadores sociais da população”, disse o governante, tendo acrescentado que cada administrador deve assumir o seu papel na condução da circunscrição que superintende.
 Mateus de Brito frisou que a municipalização dos serviços de saúde, educação e outros serviços visa essencialmente a melhoria das condições sociais da comunidade e, por isso, o administrador e outros membros são chamados a coordenar o trabalho para que o programa seja cumprido sem constrangimentos.
 Esta segunda reunião ordinária de balanço de combate à pobreza contou também com a presença do director do Programa Nacional de Luta contra a Pobreza, Francisco Komba, e de outros membros.

Tempo

Multimédia