Províncias

Tubérculos e hortícolas aumentam as produções

Victor Pedro | Sumbe

O chefe de departamento do Ins­­tituto de Desenvolvimento Agrá­­rio (IDA) no Kwanza-Sul disse, na quar­ta-feira, que na época agrícola 2009/2010 houve um aumento de 20 por cento na produção de tubérculos – 890.371 toneladas - em relação à campanha anterior.
Manuel Alexandre afirmou que a produção de hortícolas foi de 77.645 toneladas.

Os municípios de Kilenda e Quibala foram os que registaram mais aumentos na produção referente à campanha agrícola passada
Fotografia: Samy Manuel

O chefe de departamento do Ins­­tituto de Desenvolvimento Agrá­­rio (IDA) no Kwanza-Sul disse, na quar­ta-feira, que na época agrícola 2009/2010 houve um aumento de 20 por cento na produção de tubérculos – 890.371 toneladas - em relação à campanha anterior.
Manuel Alexandre afirmou que a produção de hortícolas foi de 77.645 toneladas.
Na presente época agrícola, em que estão empenhadas 60.547 famílias, referiu, os camponeses privilegiam a produção de mandioca, batata-doce e rena e hortícolas.
O Programa de Extensão e Desenvolvimento Rural, garantiu, já beneficiou, esta época agrícola, 102.097 pessoas de cooperativas e associações de camponeses.
O chefe do IDA no Kwanza-Sul disse também que, nesta primeira época agrícola, foram cultivados 482.018 hectares, 400 mil dos quais manualmente.
Ao todo, declarou, foram produzidas de 161.777 toneladas de milho, 8.280 de batata-doce e 611 de feijão. Os municípios de Kilenda e Quibala foram os que registaram mais aumentos na produção de hortícolas.  Nos municípios do Seles, Amboim e Cassongue houve um aumento na produção de feijão.
Na época agrícola anterior, afirmou Manuel Alexandre, verificou-se uma redução na produção de mandioca nas localidades da Zâmbia (Conda) e Catanda (Seles), Amboim (Gabela) devido a uma praga.
O sector da Agricultura, lamentou, debate-se com vários problemas, entre os quais a falta de quadros e o estado das vias terciárias, que dificultam o escoamento dos produtos do campo para os principais mercados, como os do cruzamento do Cassongue, da Cela, Zâmbia, Sumbe e os de Luanda e Ndalatando.

Crédito agrícola

Quanto ao crédito agrícola anunciou que as associações do município da Kilenda beneficiaram, esta época agrícola, de mais de 16 milhões de kwanzas.
O Kwanza-Sul tem 101 associações e cooperativas de camponeses, cada uma delas composta por entre sete e dez elementos.

Tempo

Multimédia