Províncias

Tuberculose faz dezenas de vítimas

Pelo menos 37 pessoas morreram, durante o ano passado, vítimas da tuberculose, na província do Cuanza Sul, informou o supervisor provincial do programa de combate à doença.

Antero Paulo disse que, durante o ano findo, foram registados 2.198 casos e 381 pacientes abandonaram o tratamento, 408 pessoas ficaram curadas e 37 morreram.
O supervisor provincial do programa de luta contra a tuberculose explicou que o aparecimento de mais casos deve-se ao facto dos pacientes abandonarem o tratamento, dai as constantes recaídas.
Os municípios de Porto Amboim e Sumbe são os que registam um maior índice de casos de tuberculose. Por isso, as campanhas de sensibilização nas comunidades sobre as causas, prevenção e os efeitos da doença vão continuar, com vista a mudar o actual quadro. O supervisor Antero Paulo referiu que as causas principais do surgimento da doença são a falta de alimentação adequada, consumo de bebidas alcoólicas caseiras e o índice elevado de pobreza de muitas famílias.
A inoperância dos laboratórios em alguns municípios tem dificultado a supervisão dos pacientes. A tuberculose é considerada uma das doenças infecto-contagiosas que mais mortes provocam no mundo. Afecta principalmente os pulmões, mas também pode ocorrer em outros órgãos do corpo, como ossos, rins e meninges (membranas que envolvem o cérebro).

Tempo

Multimédia