Províncias

Unidade técnica faz balanço da execução dos programas

CASIMIRO JOSÉ| Wako Kungo

A unidade técnica provincial dos programas municipais integrados de desenvolvimento rural e combate à pobreza (PIMDRCP) avaliou, durante um encontro realizada terça-feira, na cidade do Wako Kungo, Kwanza-Sul, o grau de execução dos programas em curso nos 12 municípios da província.

Vice-governador pediu aos administradores para continuarem a realizar acções destinadas à resolução dos problemas da população
Fotografia: Casimiro José | Waco Kungo

A unidade técnica provincial dos programas municipais integrados de desenvolvimento rural e combate à pobreza (PIMDRCP) avaliou, durante um encontro realizada terça-feira, na cidade do Wako Kungo, Kwanza-Sul, o grau de execução dos programas em curso nos 12 municípios da província.
O encontro, orientada pelo vice-governador para o sector Económico e coordenador do programa municipal, Mateus de Brito, abordou a essência dos programas de combate à pobreza e dos cuidados primários de saúde, além dos condicionalismos que entravam o ritmo na execução das várias acções viradas para responder aos anseios das populações.
A degradação das vias secundárias e terciárias foi apontada pelos administradores municipais como sendo o principal obstáculo à execução das acções em zonas mais longínquas dos municípios e recomendou a necessidade de se ter em atenção os projectos paliativos de melhoria das vias.
Os administradores municipais reconheceram que, apesar dos problemas relacionados com as vias de acesso, as acções do Executivo estão presentes em todas as circunscrições municipais e comunais, principalmente na componente dos cuidados primários de saúde.
O vice-governador provincial para o sector Económico, Mateus de Brito, na qualidade de coordenador do órgão, considerou que o alcance dos projectos no seio das comunidades rurais satisfaz as metas preconizadas pelo governo provincial e pediu às administrações municipais para continuarem a imprimir a mesma dinâmica para a resolução dos problemas das populações.
No prazo de um mês, o órgão vai reavaliar os programas em curso, muitos dos quais em fase conclusiva. A unidade técnica dos programas integrados municipais de desenvolvimento rural e combate à pobreza é coordenada pelo vice-governador para o sector económico e integra todos os 12 administradores municipais da província.

Laboratório de veterinária

Os administradores municipais visitaram o laboratório de veterinária e o centro de inseminação artificial da Cela, onde constataram o nível de organização e da sua prestação.
A directora do laboratório, Isabel Ferreira, informou que a instituição que dirige dispõe dos serviços de controlo da qualidade de alimentos, de água e de lacticínios, para atender todos os interessados a nível da província.
Acrescentou que as instituições que zelam pelo controlo dos produtos de consumo humano, como o Instituto Nacional de Defesa do Consumidor (INADEC) e a Polícia Económica podem constatar o nível dos serviços prestados pela instituição que dirige, para troca de informações.

Tempo

Multimédia