Províncias

Universidade Katyavala aposta no ensino de qualidade

Carlos Bastos| Sumbe

O novo reitor da Universidade Katyavala Bwila, Albano Vicente Lopes Ferreira, afirmou na cidade do Sumbe que a missão da instituição é a formação de quadros bem qualificados e competentes, para assegurar o processo de ensino e aprendizagem e participar na reconstrução de Angola.

O novo reitor da Universidade Katyavala Bwila, Albano Vicente Lopes Ferreira, afirmou na cidade do Sumbe que a missão da instituição é a formação de quadros bem qualificados e competentes, para assegurar o processo de ensino e aprendizagem e participar na reconstrução de Angola.
No Instituto Superior de Ciências de Educação, Albano Ferreira disse que é fundamental melhorar a qualidade de ensino, para garantir uma formação académica sólida aos estudantes. Albano Vicente Ferreira disse que a instituição vai apostar na qualidade de ensino para que os estudantes formados na instituição sejam capazes de desempenhar com zelo a sua profissão.
“A universidade deve estar atenta às grandes reformas que estão em curso no país e no mundo, razão pela qual o ISCED deve ter um papel essencial”, disse o reitor.
O ISCED no Sumbe tem o segundo maior número de estudantes agregado à Universidade Katyavala Bwila e é responsável pela formação de professores em diferentes áreas de educação. “A instituição vai trabalhar para completar outro ciclo de formação de professores que assegurem as disciplinas do segundo ciclo secundário, que integram as escolas do ensino médio e pré universitário”, assegurou Albano Ferreira.
O académico afirmou que a Universidade Katyavala Bwila vai apostar na investigação científica, por ser a melhor forma de assegurar a qualidade de ensino. Albano Vicente Ferreira reprova a atitude dos estudantes que estudam apenas para obter um diploma: “não podemos permitir esses estudantes na universidade porque com a obtenção do diploma, nestas circunstâncias, não conseguem desenvolver as suas actividades”, afirmou o reitor.  O Instituto Superior de Ciências de Educação do Sumbe, desde a sua fundação em 28 de Agosto de 2000, já formou 729 licenciados, entre os quais 273 do sexo feminino, nos cursos de Pedagogia, Matemática, Historia, Psicologia, Geografia e Contabilidade e Gestão.

Tempo

Multimédia