Províncias

Uso incorrecto das praias põe em risco o ambiente

Casimiro José | Sumbe

O governador da província do Kwanza-Sul, Eusébio de Brito Teixeira, declarou terça-feira que o uso incorrecto das praias pode pôr em risco o ecossistema e o ambiente no geral.

O governador da província do Kwanza-Sul, Eusébio de Brito Teixeira, declarou terça-feira que o uso incorrecto das praias pode pôr em risco o ecossistema e o ambiente no geral.
Eusébio de Brito Teixeira frisou que entre as formas que atentam contra o meio ambiente estão o depósito de latas, garrafas e plásticos, a poluição sonora, construções anárquicas e a conturbada circulação rodoviária.
O governador, que falava na cerimónia de apresentação do novo administrador municipal do Sumbe, Américo Sardinha, recentemente nomeado, sublinhou que o governo local vai trabalhar arduamente na sensibilização da população para inverter o quadro, sobretudo no domínio das construções de moradias e uso das praias, para ser criado um ambiente que dignifique a cidade capital da província.
O arranque este ano do programa de reconstrução do Sumbe, de acordo com o governador, constitui “o ponto mais importante para a resolução dos problemas que a cidade enfrenta de há um tempo a esta parte”.
 
Redução das assimetrias

Eusébio de Brito Teixeira assegurou que o governo da província do Kwanza-Sul tem um plano para a redução das assimetrias que emperram o desenvolvimento dos municípios e salientou que a forma de as resolver passa pelo aproveitamento das potencialidades de cada município.

Registo das fazendas

O governador do Kwanza-Sul referiu-se também à problemática da posse de terras, tendo mencionado critérios de exploração da terra, de acordo com as capacidades financeiras e de gestão dos utentes, passando pela aplicação das taxas ao abrigo da legislação em vigor no país.
“Não podemos continuar a assistir à posse de terras por pessoas que nada fazem, condicionando o desenvolvimento das localidades. Por isso, vamos fazer o registo de todas as fazendas existentes para identificarmos quem são os seus proprietários e o que fazem”, informou o governador.
Eusébio de Brito Teixeira pediu ao novo administrador maior dedicação na resolução dos problemas da população, primando pelo diálogo permanente. O novo administrador do Sumbe, Américo Alves Sardinha, ocupou o mesmo cargo no município do Ebo.
O Serviço Nacional de Bombeiros e Protecção Civil desenvolve, em todo o país, um projecto denominado “Praias seguras”, com o objectivo de diminuir o número de casos de afogamentos em praias e rios.

Tempo

Multimédia