Províncias

Vila comemora aniversário num clima de crescimento

Casimiro José | Quilenda

A vila da Quilenda, Cuanza Sul, continua a revelar sinais de desenvolvimento, com a construção de várias infra-estruturas de impacto social, o que permite à população manter a esperança de dias ainda melhores. 

Quadros da Administração trabalham num novo edifício com melhores condições construído no quadro do Programa de Combate à Pobreza
Fotografia: Casimiro José

Quilenva assinalou no dia 13 o 49º aniversário da elevação a vila, que se deu com a separação do então concelho do Amboim, com vários sectores a registarem melhorias assinaláveis, especialmente no sector social com obras realizadas no âmbito do Programa de Combate à Pobreza, que permitem o surgimento de mais escolas, centros e postos médicos.
A administradora municipal da Quilenda, Maria Monteiro, disse ao Jornal de Angola sentir-se orgulhosa pelo que foi feito até aqui, mas salientou haver ainda muito por fazer para a melhoria do bem-estar da população.
O Programa Municipal Integrado de Desenvolvimento Rural, de Combate à Pobreza e dos Cuidados Primários de Saúde permitiu igualmente a instalação de mercados rurais na sede e comuna do Quirimbo, duas cozinhas e jangos comunitários, a construção de casas evolutivas e o consumo de água potável em sete localidades do município, com a entrada em funcionamento de um sistema de gravidade. Maria Monteiro salientou que a entrada em funcionamento da nova estação de captação e distribuição de água potável , construída de raíz, no quadro do Programa de Investimentos Públicos (PIP) do Governo da Provincial “foi sem dúvida das maiores conquistas alcançada”.
A estação, com um tanque de distribuição com capacidade de 500 mil litros, beneficia perto de 12 mil habitantes da sede municipal e arredores.
Numa primeira fase, referiu, a população é abastecida por dois chafarizes que têm junto um sistema de lavandaria, mas posteriormente vai ser instalados o sistema de distribuição domiciliária. Maria Monteiro recordou que antes destes investimentos a população recorria a riachos e cacimbas para obter água, o que resultava em inúmeras doenças, sobretudo diarreicas e respiratórias agudas, bem como febre tifóide.
A vila da Quilenda é abastecida de energia eléctrica por grupos geradores, o que obriga o dispêndio de somas avultadas em combustível e lubrificantes.
Para alterar a situação, a administradora pediu ao Governo Provincial e ao Ministério de E­nergia e Águas que concretizem plano de instalação de uma linha de média tensão, que permita transportar a energia para a sede da Quilenda, a partir da subestação da Gabela.

Asfaltagem da via

Outros problemas por resolver são o asfaltamento da via que liga Quilenda  à Gabela para facilitar a circulação de pessoas e de mercadorias e a instalação de uma agência bancária que permita as transacções financeiras e que os funcionários públicos recebam os salários sem terem de se deslocar à Gabela.
A administradora municipal ria Monteiro sublinhou igualmente o interesse do município vir a ter pessoas interessadas em investir para a população ter acesso facilitado a bens e serviços e serem criados postos de trabalho. O município do Quilenda , com 99.187 habitantes ,  18 regedorias e 146 aldeias, é constituído pelas comunas sede e do Quirimbo e pelo posto administrativo da Xariaia.

Tempo

Multimédia