Províncias

Listas de candidatos é publicada em breve

Joaquim Júnior | Uíge

As listas dos candidatos que concorreram a uma vaga nos Institutos Superiores, da Universidade Kimpa Vita no Uíge, começam a ser publicadas a partir do dia 15 deste mês, garantiu ontem ao Jornal de Angola uma fonte daquela instituição académica.

Estudantes aguardam por um bom resultado
Fotografia: Filipe Botelho| Edições Novembro

Na Universidade Kimpa Vita, as provas de acesso decorreram de 30 de Janeiro a 6 de Fevereiro. No primeiro dia de exames, a expectativa no seio dos candidatos era grande, sobretudo para quem aguardava por aquele momento pela primeira vez. Boa dos aspirantes chegaram cedo a instituição, muito antes da abertura da secretaria-geral e das salas de provas, como é o caso de Lutumba Pedro Paulo.
A jovem, de 23 anos de idade, deseja frequentar o curso de Direito, porque no futuro pretende ser advogada. “Cheguei cedo para não enervar-me com a preocupação de encontrar a sala e correr o risco de perder alguns minutos da prova. Quando isso acontece a pessoa faz o exame debaixo de uma grande pressão. Nestes casos, até as perguntas fáceis não conseguimos resolver”, justificou.
Lucas Noé Figueiredo, 19 anos, é  técnico médio em Ciências Humanas. Saiu de Luanda para Uíge a procura de uma oportunidade no curso de Engenharia Informática, na Escola Superior Politécnica da Universidade Kimpa Vita. Diz ter estudado o suficiente por isso, mostrou-se confiante numa boa prova.
Cristina Augusto Sebastião, que estudou no Instituto Médio de Administração e Gestão do Uíge, inscreveu-se no curso de Contabilidade e Gestão, como primeira opção, e na de Economia, como segunda opção. Apesar de se sentir pronta para realizar a prova de aptidão, a jovem candidata ao ensino superior não fazia ideia das possíveis dificuldades que iria enfrentar.
No Instituto Superior de Ciências da Educação (ISCED) do Uíge, a situação não era diferente. No átrio da instituição não sobravam espaços para as viaturas circularem. Milhares de candidatos caminhavam de um lado ao outro.
Ansiosa em obter um resultado positivo, a estudante Isabel Kianguebeni, 22 anos, tentou a sorte no curso de Pedagogia pelo segundo ano consecutivo. “Uma pessoa estuda o tempo todo, mas quando chega a hora do exame me perco na sala. Espero desta vez  dar o meu máximo e conseguir uma vaga que tanto desejo", confessou.
Outra candidata ao curso de Pedagogia no Instituto Superior de Ciências da Educação é a jovem Graciete Mateus David. De 23 anos de idade, ela diz ter revisado os conteúdos em casa com o auxílio de um especialista abalizado na matéria. Admitiu que está ansiosa, talvez por ser a primeira vez que se sentou numa das salas de um instituto superior.
Castro Moisés José se inscreveu no curso de Língua Francesa e tem 18 anos. O jovem disse esperar por um bom resultado e ingressar no Instituto Superior de Ciências da Educação. Esclareceu que boa parte das questões que saíram no exame corresponderam aos conteúdos que viu no curso preparatório. “Passei muito tempo a me preparar encarar este momento com optimismo. Sei que fiz muito bem a prova. Respondi tudo o que vi no enunciado de prova. Tenho a plena certeza que vou tirar boa nota."
Para este ano, o Instituto Superior de Ciências da Educação do Uíge tem disponíveis 1.260 vagas, sendo que 700 lugares estão reservados para o período diurno e 560 para o pós-laboral.

Tempo

Multimédia