Províncias

Lixo do casco urbano recolhido ao domicílio

Eduardo Cunha | Malanje

A  Administração  Municipal de Malanje optou por um novo modelo de recolha de lixo no casco urbano da cidade capital,  baseado na busca dos resíduos  porta -a- porta, revelou  ao Jornal de Angola o administrador municipal local, João de Assunção.

Fotografia: Eduardo Cunha | Edições Novembro

João de Assunção prestou esta informação durante  o acto de apresentação de  um  espaço provisório para a deposição do lixo, situado na localidade de Camabole, a 15 quilómetros da cidade de Malanje. “Devido a falta de aterro sanitário, até então o lixo produzido no município de Malanje era depositado nas bermas da estrada 230, mas concretamente, nas comunas do Lombe (Cacuso),  e Cambaxe (Malanje),  o que constituía um atentado à saúde da população”, disse

Aquele responsável  frisou que “o novo modelo é benéfico, pois compete apenas ao cidadão colocar  o lixo  doméstico  numa sacola  defronte a porta da sua residência para que as operadoras de limpeza urbana o  possam recolher.

Para João de Assunção,  administração  de Malanje  já não terá necessidade de colocar mais contentores de lixo no casco urbano.  “Já não será necessário gastar grandes somas para  a compra de  contentores,  pois,  agora os munícipes têm apenas de meter o lixo a porta de  casa para que seja recolhido ”sublinhou.

 


Tempo

Multimédia