Províncias

África lusófona constitui Fórum

Luanda acolhe amanhã, no Centro de Convenções de Talatona, a cimeira constitutiva do Fórum dos Países Africanos de Língua Portuguesa (FORPALOP).

Os Chefes de Estado e de Governo assinam no final do encontro a declaração constitutiva do FORPALOP destinado a privilegiar a concertação político, diplomática e de cooperação, bem como "a aprofundar as históricas relações de amizade e solidariedade", salienta um comunicado do Ministério angolano da Relações Exteriores. Entre os princípios orientadores pelos quais se passa reger, contam-se a igualdade, soberania e independência dos Estados-membros, a não ingerência nos assuntos internos de cada um e o respeito pelos princípios democráticos.
O FORPALOP, afirma o comunicado, vai pugnar também pelos direitos humanos e o Estado de Direito, respeito pela integridade territorial, promoção da paz e da segurança internacionais, resolução pacífica de conflitos e observância do preceituado no Acto Constitutivo da União Africana. Delegações dos chefes de Estado e de Governo dos PALOP começam a chegar hoje a Luanda.

Tempo

Multimédia