Províncias

Funcionários usam o transporte marítimo para chegar a horas ao local de trabalho

Arcângela Rodrigues e Carla Bumba

As pessoas que trabalham na baixa de Luanda e diariamente utilizam os transportes marítimos do Porto de Luanda para chegar  aos seus locais de trabalho garantem que a viagem é  segura e confortável.

São muitos os passageiros que usam o catamarã para fugir aos constantes congestionamentos no trânsito e chegar a horas ao local de trabalho
Fotografia: Santos Pedro

Os terminais marítimos de passageiros do Porto de Luanda e Kapossoca funcionam há dois anos e o do Museu da Escravatura há um ano. O transporte marítimo é feito pelas embarcações  Cacuaco, Luanda, Panguila e Macoco.
As embarcações  Cacuaco e  Luanda têm  capacidade de 240 lugares para a classe económica e 72 para a executiva, e as embarcações  Macoco e  Panguila têm uma capacidade de135 lugares para a classe económica.  São muitos   os passageiros que usam os transportes marítimos do Porto de Luanda, Kapossoca e do Museu da Escravatura pelo facto de ser um meio de transporte rápido e seguro para fugir ao congestionamento nas ruas, principalmente para quem vem da zona sul da capital em direcção à baixa. />As travessias entre o Porto de Luanda, Kapossoca e Museu da Escravatura são permanentes de segunda a sexta-feira e os terminais estão abertos a partir das 6h30 e encerram às 18h50 minutos. A primeira embarcação do dia sai do terminal do Kapossoca, às 6h30, e chega ao Porto de Luanda, 40 minutos depois. A última embarcação sai do Porto de Luanda as 18h10 e chega a Kapossoca as 18h50 minutos.
A procura pelo transporte marítimo é cada vez maior e o preço da viagem para a classe económica é de 250 kwanzas e de mil kwanzas para a executiva que dispõe de serviços de snack. Catamarã é a designação dada a uma embarcação com dois cascos, destinada ao transporte de pessoas e que se destaca pela sua elevada estabilidade e velocidade.

Tempo

Multimédia