Províncias

Jovens cobram estacionamento

Kilssia Ferreira |

Os espaços de estacionamento nos arredores da Mutamba e dos Coqueiros comercializados por jovens chamados  "cobradores de lugar“ fazem da actividade o seu ganha-pão.

Automobilistas obrigados a pagar para evitarem a destruição das suas viaturas
Fotografia: Santos Pedro

O negócio de cobrança de estacionamento é um negocio ilegal e é feito sob o olhar  da Polícia. Os automobilistas têm a obrigação de pagar pelo lugar  entre  300 e 500 kwanzas por dia ou mesmo por uns minutos.Os cobradores de lugar trabalham de forma colectiva, alguns  têm clientes fixos, se o automobilista tiver menos de 200 kwanzas não pode  estacionar. Estes jovens mostram um certo poder ­sobre o espaço público, com intimidação, faltas de respeito e em alguns casos partem para a agressão.
Mesmo com dois parques do estacionamento público na baixa da cidade, o negócio de estacionamento na via pública é rentável para estes jovens pelo facto de muitos automobilistas deixarem de recorrer aos estacionamentos apropriados, devido aos  preços praticados.
Os pontos onde os jovens praticam estas actividades estão  identificados com caixas e botijas de gás vazias, mas ninguém faz nada para reverter a situação. O não pagamento dos espaços aos cobradores de espaços pode provocar o furto de   acessórios do carro.

Tempo

Multimédia