Províncias

Áreas de venda cobertas construídas no Cazengo

Kátia Ramos | Ndalatando

As autoridades municipais do município do Cazengo, província do Kwanza-Norte, estão a envidar esforços para construírem um maior número de mercados destinados a albergar de maneira condigna os vendedores de rua.

A revelação foi feita quinta-feira pela coordenadora do Comité Nacional da Mulher Sindicalizada, Graciosa da Nazaré, depois de uma visita de observação das condições em que os produtos alimentares são vendidos.
Graciosa da Nazaré mostrou-se preocupada com a falta de condições e precariedade dos mercados informais espalhados um pouco por toda a periferia da cidade de Ndalatando, particularmente os locais é vendida carne. A responsável visitou os mercados paralelos e infra-estruturas similares da cidade de Ndalatando, com grande atenção virada para os locais onde são comercializados produtos de primeira necessidade, como carne, peixe congelado, frango, sal, fuba e óleo vegetal.
De acordo a coordenadora, a falta de espaços cobertos para protegerem as vendedoras do sol e da chuva que se abate sobre a região, deve ser resolvida o mais depressa possível.
 Os produtos comercializados no Mercado de Catomé de Cima e no Mercado do Bairro Azul estão expostos ao sol e sujeitos à poeira e às moscas, o que representa um perigo para a saúde dos consumidores.

Tempo

Multimédia