Províncias

Assistência médica na região reforçada com mais hospitais

Armando Sapalo | Dundo

A rede sanitária na província da Lunda-Norte está reforçada e ampliada com a entrada em funcionamento de seis novos hospitais de referência, em cinco circunscrições municipais da província, concretamente no município do Capenda Camulemba,  circunscrições do Lucapa, Cuilo e Cuango e duas unidades no distrito urbano do Mussungue, todos com 100 camas cada.

Parte frontal de um dos hospitais de referência inaugurados na província da Lunda-Norte no âmbito do Programa de Investimentos Públicos
Fotografia: Armando Sapalo | Edições Novembro | Lunda Norte

À excepção do Hospital Geral do Dundo, localizado na centralidade do Mussungue, a construção das restantes unidades sanitárias teve como suporte financeiro a “ linha de crédito da China.” 
O governador Ernesto Muangala garantiu que as acções voltadas para a expansão e ampliação da rede sanitária da província vão continuar, com a construção de mais hospitais, centros médicos e postos de saúde, a nível das sedes municipais, comunais, distritais e zonas afastadas das sedes urbanas, com a finalidade de assegurar a aproximação dos serviços de saúde à população.
Ernesto Muangala considerou de extrema importância o surgimento das seis novas infra-estruturas no sector da Saúde, a julgar pelas suas capacidades de internamento e a diversidade de serviços que as mesmas vão proporcionar às pessoas.
Em termos práticos, com a entrada em funcionamento dos seis novos hospitais, a rede de infra-estruturas sanitárias da Lunda-Norte acaba de ser reforçada com mais 600 camas.
As unidades,  disse o governante, dispõem de serviços essenciais e antes inexistentes na província. Acrescentou que a intenção das autoridades locais é dotar a província de serviços que permitam reduzir a elevada dependência e procura de assistência médica e medicamentosa em hospitais de outras regiões do país.
O governador Ernesto Muangala reafirmou a contínua aposta na formação e contratação de técnicos do sector e a aquisição de equipamentos modernos de diagnóstico para os hospitais de referência da Lunda-Norte.
A par da Saúde, os sectores da Justiça, Defesa e Segurança estão agora melhor servidos em termos de infra-estruturas, com a inauguração das novas instalações para o funcionamento do Tribunal Provincial da Lunda-Norte.
Trata-se do edifício cujo património foi adquirido pelo Ministério das Finanças, à seguradora “AAA”. Além do Tribunal Provincial, as novas instalações albergam também os serviços da Procuradoria Geral da República. O edifício foi reabilitado e ampliado, numa empreitada que custou mais de 184 milhões de kwanzas.
A infra-estrutura conta com vários compartimentos entre os quais gabinetes para o juiz presidente do Tribunal da Lunda-Norte e seus adjuntos, assim como para os magistrados do Ministério Público, cartório judicial civil, salas de família, criminal, de trabalho, de julgamento, duas celas, sendo uma masculina e outra feminina. Foram também inaugurados cinco novos edifícios, para igual número de órgãos operativos do Ministério do Interior, nomeadamente o Comando Provincial da Polícia Nacional, instalações para o Serviço de Investigação Criminal, Protecção Civil e Bombeiros, Polícia de Guarda Fronteiras e o Centro de Detenção de Imigrantes Ilegais.
Os funcionários do Ministério da Defesa afectos à Caixa de Segurança Social das Forças Armadas Angolanas ganharam igualmente novas instalações, construídas no distrito urbano do Mussungue.
O governador da província da Lunda-Norte inaugurou também, no distrito urbano do Mussungue, na cidade do Dundo, uma nova estação de captação de água do Luachimo e os hospitais David Bernardino e  Materno-Infantil, ambos com capacidade de 100 camas e dois blocos operatórios.
O governador provincial Ernesto Muangala disse que a captação de água vai abastecer a centralidade do Mussungue e arredores e está em curso a expansão de uma conduta para os distritos urbanos do Dundo e Chitato, passando por vários bairros periféricos.

  Localidade da Txamba Centro ganha mais um centro médico

As comunidades da localidade da Txamba Centro, município do Chitato, na província da Lunda-Norte, ganharam  um novo centro médico, com estruturas para prestar melhor assistência sanitária à população, no âmbito do programa de desenvolvimento rural e de combate à pobreza.
O centro médico, o primeiro na localidade, com capacidade para internar 20 doentes, conta com serviços de pediatria, medicina geral, secção do programa alargado de vacinação, consultas pré-natais e farmácia interna.
No acto de inauguração, testemunhado por membros da Administração Municipal, autoridades tradicionais e populares, o administrador do Chitato, Alberto Muquendi, afirmou ter sido cumprida a promessa feita, há dez meses, aquando da sua visita às comunidades da Txamba Centro, onde pediu a colaboração e trabalho conjunto, para que se pudesse dar resposta às necessidades da população da região.
O administrador prometeu que a Administração Municipal vai continuar a trabalhar para que a construção da escola primária, de quatro salas, possa terminar no mais curto espaço de tempo, para melhorar as condições das crianças que estudam em salas precárias.
Alberto Muquendi apelou aos profissionais que vão assegurar a assistência médica e medicamentosa no novo centro no sentido de atenderem com profissionalismo os pacientes, no âmbito do programa de humanização dos serviços de saúde.

João Silva

Tempo

Multimédia