Províncias

Associações locais trabalham na província

João Silva| Dundo

A União das Associações Locais de Angola (Amangola) abriu uma delegação na cidade do Dundo, província da Lunda Norte, em cerimónia presidida pelo governador Ernesto Muangala.

Governador da província da Lunda Norte
Fotografia: Jornal de Angola

O governador disse que as autoridades locais, na sua visão governativa, que converge com os propósitos da sociedade, vão continuar a criar as condições essenciais para a materialização de projectos que visam o bem-estar das populações em todos os sectores.
Ernesto Muangala afirmou que a Lunda Norte tem estado a conseguir avanços significativos nas acções realizadas, no quadro dos Programas Municipais Integrados de Desenvolvimento Rural e de Combate à Pobreza, tarefas que permitiram “repensar os objectivos e transformar a administração pública refundando valências, rumo à excelência administrativa”.
O governador provincial da Lunda Norte pediu aos membros directivos da Amangola para  trabalharem mais com as comunidades, com vista a contribuírem para o resgate e  promoção dos valores culturais, no respeito pelos direitos humanos e da mulher, em particular, bem como criarem programas que visem melhorar a convivência social e “refundir a massificação das manifestações artísticas, desportivas e de lazer”.
Os membros da AMANGOLA, na visão de Muangala, devem ainda promover encontros com as entidades religiosas, autoridades tradicionais e as demais associações congéneres, para reflectirem ideias convergentes sobre o conceito da nova cidadania e da cultura do cidadão.Ernesto Muangala garantiu que o Governo da Lunda Norte está sempre disponível para contribuir nas acções de solidariedade levadas a cabo pela associação.
O presidente da Amangola, Job Capapinha, afirmou que no actual cenário do país, traduzido no clima de paz, a organização pretende desempenhar um papel relevante, que consiste em apoiar o poder local na melhoria do nível de vida das comunidades.
Job Capapinha disse que, no âmbito do programa comunitário de 2014-2017, a Amangola tem estado a realizar, em todo o território nacional, uma campanha nacional de sensibilização sobre a importância e a necessidade da conservação e protecção das infra-estruturas comunitárias, com o objectivo de inculcar nos cidadãos a ideia de juntos se fazer a Nação, com a defesa do bem comunitário.
O responsável sublinhou que, no âmbito da campanha em curso e das suas responsabilidades sociais e comunitárias, a Amangola vai formar um corpo de voluntários sociais para intervir nos trabalhos de poda de árvores e de capim nas bermas das estradas e da linha férrea, na manutenção das ruas secundárias e terciárias, das avenidas e estradas, em parceria com as administrações municipais.

Tempo

Multimédia