Províncias

Aumenta número de casos de malária

Victorino Matias | Dundo

O Programa de Controlo e Combate à Malária na Lunda-Norte registou, durante o mês de Março, mais de dois mil casos, dos quais resultaram pelo menos 20 óbitos, segundo o oficial provincial da instituição.

O Programa de Controlo e Combate à Malária na Lunda-Norte registou, durante o mês de Março, mais de dois mil casos, dos quais resultaram pelo menos 20 óbitos, segundo o oficial provincial da instituição.
Ao intervir, quinta-feira, numa palestra sobre o controlo da malária, no Dundo, Inácio Banda mencionou os bairros do Samacaca, Satchindongo, 4 de Abril e Gasolina, como zonas com maior número de casos registados, com médias diárias a rondarem os 20 notificações.
O oficial do programa referiu que a instituição prevê medidas que visam essencialmente proteger a população adulta dos mosquitos. Entre estas medidas, disse, estão, por um lado, a desinfestação com carros de fumo nas artérias da cidade do Dundo e também nas  residências com insecticidas.
“As pessoas devem manter as janelas abertas durante o período em que estivermos a desinfestar os bairros com a fumigação”, apelou.
O Inácio Banda frisou que para a erradicação da malária “não é preciso que cada um seja médico”. Apelou para o cumprimento das medidas preventivas, considerando que “só assim vamos melhorar o estado da saúde da população”.
O oficial do Programa de Controlo e Combate da Malária defendeu o uso do mosquiteiro impregnado como sendo a melhor forma de prevenir a doença. 
Inácio Banda fez um apelo aos participantes da palestra para que sejam activistas do combate à malária. “Vamos sensibilizar a população para que mantenha a cidade e as residências sempre limpas. Vamos acabar com aqueles sítios que são propensos aos mosquitos, charcos, pneus velhos e amontoados de lixo próximo das casas”, defendeu.
Em alusão ao 25 de Abril, Dia Mundial da Luta contra à Malária, foram entregues na província da Lunda-Norte mais de dois mil mosquiteiros impregnados nas artérias da cidade. O programa de actividades em alusão à data contempla ainda a realização de um seminário sobre a doença, debates radiofónicos e a criação de grémios de activistas para o combate à malária.

Tempo

Multimédia