Províncias

Autoridades preparam campanha agrícola

Isidoro Samutula | Xá-Muteba

A terra está preparada no município de Xá-Muteba, num total de 650 hectares, para a produção de cereais diversos, tubérculos e hortícolas, na presente campanha agrícola.

Camponeses do município de Xá Muteba prometem aumentar a produção na presenta campanha
Fotografia: Isidoro Samutula|Xá-Muteba

O anúncio é do director da Agricultura e Desenvolvimento Rural, Sebastião Malengue, que disse que é intenção das autoridades municipais continuar a incrementar os níveis da produção agrícola e criação de gado bovino, para garantir a segurança alimentar das populações.
A existência de consideráveis espaços com solos aráveis e uma população maioritariamente camponesa são factores essenciais para o êxito do programa de combate à pobreza em Xá-Muteba, apontou.
Nesta campanha agrícola estão envolvidas 24 cooperativas e 81 associações de camponeses, que já estão empenhadas na desmatação e desbravamento da terra para a fase de cultivo.
No município de Xá-Muteba estão controladas 14 fazendas agrícolas em fase de estruturação, com boas perspectivas para a produção de cereais e hortícolas, assim como para a criação de postos de trabalho para os habitantes da região, segundo o responsável da Agricultura.
Sebastião Malengue disse que a região está na vanguarda da produção de mandioca e pode tornar-se um dos principais fornecedores de fuba aos mercados formal e informal da Lunda-Norte e de Luanda.
“A nossa fuba é muito procurada pela sua qualidade”, disse Sebastião Malengue, revelando que diariamente são despachadas para Luanda elevadas quantidades de fuba de bombô.
A falta de sementes diversas é a principal dificuldade dos camponeses para a diversificação das culturas, mas o responsável garantiu que a administração municipal de Xá-Muteba e o Instituto de Desenvolvimento Agrário (IDA) estão a trabalhar para inverter a situação. A administração dispõe de duas viaturas para apoiar os camponeses no escoamento e comercialização dos produtos.
Sebastião Malengue reconheceu que os níveis de produção agrícola têm vindo a crescer significativamente na região, sobretudo com o crédito agrícola de campanha, para cerca de 57 associações de agricultores. “O crédito agrícola veio facilitar a actividade dos camponeses com a aquisição de meios mecanizados”, adiantou, notando que outras associações aguardam financiamento.

Tempo

Multimédia