Províncias

Autoridades tradicionais pedem mais acções sociais

Armando Sapalo | Cossa

As autoridades tradicionais da localidade do Cossa, a 30 quilómetros da vila mineira do Nzagi, município do Cambulo, na Lunda Norte, pediram ao Governo Provincial dinamismo nos serviços sociais básicos.

Reabilitação de pontes e estradas constitui o ponto de partida para o desenlvimento harmonioso da província
Fotografia: Arquivo

O desejo foi manifestado durante um encontro com a vice-governadora para o sector económico, Deolinda Vilarinho, que visitou aquela localidade na quarta-feira. O soba Mucaba Constantino disse que se deve prestar uma atenção especial à construção de mais infra-estruturas sanitárias e escolares.
Cossa tem apenas uma escola primária, de quatro salas, e um posto de saúde e debate-se com falta de residências para os quadros que asseguram o seu funcionamento.
A inexistência de habitações provoca a fuga de muitos quadros, sobretudo professores e enfermeiros.
Em Fevereiro, quatro professores abandonaram a localidade, alegando falta de condições. As autoridades provinciais devem envidar esforços para se fazer mais e melhor, para que os habitantes do Cossa tenham à disposição serviços sociais.
A falta de quadros da Saúde e de meios capazes de prestar um atendimento personalizado, faz com que grande parte da população, principalmente mulheres grávidas, continue a percorrer longas distâncias em busca de assistência.  Outro problema apontado pelo soba prende-se com a elevada degradação da estrada que liga Cossa à vila mineira de Nzagi.
Os inúmeros buracos que se encontram ao longo da via dificultam o processo de escoamento da produção agrícola para os mercados da cidade. A população de Cossa vive na maioria da agricultura e pesca.
Mais de 50 famílias estão organizadas em associações e cooperativas de camponeses, que se dedicam ao cultivo de produtos como milho, banana, mandioca, batata-doce, feijão e hortícolas.

Solução dos problemas

A vice-governadora para o sector económico, Deolinda Vilarinho, prometeu que o Governo Provincial, em coordenação com a Administração Municipal de Cambulo, vai implementar projectos para solucionar os principais problemas sociais que afligem as comunidades afastadas das zonas urbanas, cuja prioridade recai para a melhoria da rede viária.
Deolinda Vilarinho, que é também coordenadora do grupo técnico provincial de aplicação e fiscalização dos programas municipais integrados de combate à fome e pobreza, disse que estão previstas intervenções, por via de terraplenagem, nas estradas secundárias e terciárias de Cambulo. A reabilitação das estradas constitui o ponto de partida para o desenvolvimento harmonioso da província, pois o Governo da Lunda Norte está comprometido em reduzir as assimetrias existentes entre a zona urbana e rural. A localidade do Cossa foi no passado um importante centro agro-pecuário, que detinha infra-estruturas de produção leiteira, queijo, carne e grandes plantações de hortofrutícolas, que abasteciam os mercados de Nzagi, Lucapa e Dundo. O Governo da Lunda Norte manifestou recentemente a intenção de revitalizar o sector agro-pecuário de Cossa, com a apresentação de um ambicioso projecto, que neste momento aguarda financiamento por parte de investidores nacionais e estrangeiros.

Tempo

Multimédia