Províncias

Cafunfo e Luremo divididas por ravina

Victorino Matias| Dundo

A estrada que liga o Bairro Jika e dá acesso à central térmica da vila de Cafunfo e ao Luremo está cortada, devido à ravina, informou o administrador. Luís Figueiredo Muabongue disse que as autoridades municipais estão preocupadas e desenvolvem esforços para estancar a ravina.

A ravina ameaça casas e corta vias
Fotografia: JA

Com a progressão da ravina, precisou o responsável, a circulação de pessoas e bens deixou de ser feita naquele perímetro. “Estamos preocupados com esta situação e reconhecemos os transtornos que a população está a viver”, disse.
O administrador do Cuango explicou que as fortes chuvas que têm caído nos últimos dias na região têm contribuído para a progressão das ravinas, que já destruíram a ponte sobre o rio Candandji, nas imediações da vila de Cafunfo.
Admitiu que caso a situação se mantiver, muitas outras pontes ou pontecos poderão ter o mesmo destino e, por isso, disse ser necessária uma intervenção urgente.
“Apelamos ao Governo Provincial no sentido de dar resposta a situação vigente no município  sob pena de se registarem danos irreparáveis em termos de vidas humanas ou prejuízos materiais avultados. Não queremos que  atinja este nível”, notou o responsável.

Sector da educação

O sector da Educação regista progressos significativos no município do Cuango. Actualmente a localidade conta com 61 escolas, sendo 30 de construção definitiva e 31 de carácter provisório.
Apesar do progresso registado, com a construção de mais salas e o ingresso de mais docentes, ainda assim o município carece de mais escolas. Para este ano lectivo o administrador municipal disse que foram matriculados 39.840 alunos, sendo 27.605 no ensino primário, 8.247 no primeiro ciclo e 3.988 inscritos no segundo ciclo do sistema normal do ensino, o que, segundo o responsável, torna o Cuango o segundo município que congrega o maior número de alunos, apenas superado pela capital da província.
Neste momento o município necessita de mais de 102 salas de aulas, disse, considerando insuficiente a verba disponibilizada para as infra-estruturas, no âmbito do programa de combate à pobreza, para este ano. O município do Cuango possui uma população estimada em 140 mil habitantes. A população está distribuída em 214 bairros e aldeias, numa extensão territorial de 6.818,8 quilómetros quadrados.

Tempo

Multimédia