Províncias

Campanha contra a cólera com resultados positivos

João Silva | Dundo

A campanha de prevenção contra a cólera e a poliomielite beneficiou mais de 25 mil cidadãos, distribuídos em 70 bairros dos municípios do Chitato, Lucapa e Xamuteba, na província da  Lunda-Norte.

Crianças foram vacinadas contra a pólio
Fotografia: Jornal de Angola

A campanha de prevenção contra a cólera e a poliomielite beneficiou mais de 25 mil cidadãos, distribuídos em 70 bairros dos municípios do Chitato, Lucapa e Xamuteba, na província da  Lunda-Norte.
O secretário provincial da Cruz Vermelha de Angola, Ilídio Chissolukombe, disse que dos mais de 25 mil cidadãos que beneficiaram da campanha, 14.500 foram mulheres e 10.585 homens. A província foi assolada em Dezembro último por uma peste de cólera.
A representação da Cruz Vermelha de Angola na Lunda-Norte, no dizer de Ilídio Chissolukombe, cumpriu 98 por cento das actividades agendadas, durante o primeiro trimestre do ano em curso, viradas para o auxílio à saúde pública e comunitária e de prevenção e combate à pólio e à cólera.
O representante da Cruz Vermelha disse que essas acções tiveram os efeitos desejados, fruto da ajuda da OXFAM-GB, organização humanitária da Grã-Bretanha, que treinou 105 voluntários para desenvolver campanhas de sensibilização e de treino das práticas de higiene no seio das comunidades.
No quadro do desenvolvimento institucional, a Cruz Vermelha de Angola conta, na Lunda-Norte, com 307 voluntários, distribuídos em seis municípios, Chitato, Cambulo, Lucapa, Capenda-Camulemba, Cuango e Xá-Muteba.
O organismo enfrenta problemas de falta de instalações condignas e de meios de transporte, para permitir aos agentes envolvidos nas acções da CVA chegar aos restantes municípios, comunas e localidades.
O secretariado provincial da Cruz Vermelha de Angola da Lunda-Norte controla mais de 40 dadores voluntários e decorrem os processos de mobilização e sensibilização de cidadãos, para aderirem ao movimento.
O responsável da CVA da Lunda-Norte apelou aos cidadãos, com destaque para os membros das organizações juvenis, a colaborarem com a organização nas várias vertentes dos seus projectos.
Ilídio Chissolukombe revelou a reabertura na província, desde o início de Abril, da rede de pesquisa e localização familiar de cidadãos desaparecidos durante o conflito armado.

Tempo

Multimédia