Províncias

Campanha especial de vacinação para as comunidades longínquas

Isidoro Samutula | Dundo

Uma campanha especial de vacinação para crianças menores de cinco anos das comunidades distantes dos centros urbanos da Lunda-Norte arranca na segunda quinzena deste mês, anunciou ontem, no Dundo, o supervisor local do Programa Alargado de Vacinação (PAV).

Uma campanha especial de vacinação para crianças menores de cinco anos das comunidades distantes dos centros urbanos da Lunda-Norte arranca na segunda quinzena deste mês, anunciou ontem, no Dundo, o supervisor local do Programa Alargado de Vacinação (PAV).
Henrique Salucombo garantiu que a campanha vai vacinar as crianças contra o tétano, pólio, sarampo e febre-amarela, além de ministrar vitamina A e Albendazol. O responsável avançou que o programa visa levar os serviços de saúde mais próximos das populações, uma vez que existem ainda muitos menores sem serem vacinados desde a nascença, por viverem em localidades distantes de unidades sanitárias ou por negligência dos pais.
O supervisor reconheceu que a cobertura de vacinação na província ainda não é a desejada, por culpa da existência de pequenas comunidades em zonas de difícil acesso para os técnicos. Apesar deste factor, o responsável do PAV garantiu que todas as condições estão criadas ­para que a campanha especial de vacinação alcance bons resultados. Em todos os municípios, vão ser criados postos móveis e avançados, de modos a atingir todas as localidades previstas, referiu.
Henrique Salucombo pediu a colaboração das autoridades tradicionais na sensibilização e mobilização das populações. Neste momento, decorre um seminário, em que participam os chefes de repartição municipal de Saúde, supervisores municipais do PAV e da vigilância epidemiológica, para traçarem estratégias de actuação durante o programa.

Tempo

Multimédia