Províncias

Camponeses pedem apoio às instituições financeiras

Armando Sapalo| Dundo

Agricultores do município do Cuango, na província da Lunda Norte, organizados em associações e cooperativas agro-pecuárias, solicitaram ontem, no Dundo, às autoridades locais, apoio financeiro convertido em instrumentos de trabalho, para permitir o aumento dos níveis de produção e contribuírem para o êxito dos programas integrados de desenvolvimento rural e de combate à fome e à pobreza.




Segundo Jorge Muandeia, responsável local da Unaca - Associação Nacional dos Camponeses -, são necessários mais incentivos ao sector agrícola, para que os pequenos e médios agricultores da região possam desenvolver uma actividade sustentável, com rendimentos que permitam criar mais postos de trabalho. “Nós continuamos empenhados a desenvolver a agricultura, mas ainda carecemos de apoio financeiro que nos permita adquirir meios de trabalho para o incremento da produção”, afirmou o responsável da Unaca.
Para Jorge Muandeia, de acordo com a disponibilidade financeira, o governo provincial, em parceria com a administração municipal e parceiros, deveria potenciar os camponeses com tractores, charruas, sementes, fertilizantes e outros meios indispensáveis à actividade do campo.
O responsável disse que a Unaca tem a complexa tarefa de continuar a imprimir maior dinamismo no sector agro-pecuário, por via de acções que estimulem o surgimento de mais associações e cooperativas, para que a prática da agricultura seja uma realidade no município.  A Unaca, no Cuango, controla 24 cooperativas e 146 associações de camponeses, onde a maior parte utiliza ainda instrumentos rudimentares.

Tempo

Multimédia