Províncias

Capaia com novos estabelecimentos de ensino

Isidoro Samutula| Capaia

O sector da Educação, na comuna de Capaia, município do Lucapa, vai beneficiar, a partir do próximo ano, de uma escola do primeiro ciclo do ensino secundário e um internato para albergar crianças que vivem em localidades distantes da sede comunal.

As salas existentes são insuficientes mas as autoridades prometem o alargamento da rede escolar sobretudo a do primeiro ciclo
Fotografia: Benjamim Cândido Capaia

A garantia foi dada na sexta-feira pelo governador provincial da Lunda-Norte, Ernesto Muangala, durante uma visita à comuna de Capaia, que serviu para constatar os níveis de execução do Programa de Investimentos Públicos naquela circunscrição administrativa.
A construção do internato vai permitir que muitas crianças em idade escolar residentes em pequenos bairros sem escolas possam ser integradas no sistema de ensino.
A comuna do Capaia tem 27 sobados, dos quais dez não possuem escola, razão pela qual existe um elevado número de crianças em idade escolar fora do sistema de ensino. O governador reconheceu que as nove salas de aulas actualmente em funcionamento são insuficientes e prometeu o alargamento, em breve, da rede escolar da comuna, sobretudo do primeiro ciclo do ensino secundário.
“Estes esforços estão a dar a possibilidade aos nossos alunos de continuarem a estudar, sem terem necessidade de se transferirem para outras localidades para frequentarem a 7ª e outras classes mais avançadas”, salientou o governador, Ernesto Muangala.
Apesar dos esforços das autoridades, a comuna precisa de pelo menos dez professores, para cobrir o actual défice, visto que os 15 existentes são insuficientes para preencher as necessidades locais. Apesar de existir défice na rede escolar, a sede comunal de Capaia tem novas infra-estruturas sociais construídas no âmbito do Programa de Investimento Público, com realce para três residências do tipo T2 para professores e médicos e um posto de saúde com capacidade para seis camas.
A localidade dispõe ainda de sistemas de abastecimento de energia eléctrica, através de um gerador de 60 KVA, e de captação, tratamento e distribuição de água potável, que é assegurado por seis chafarizes. Até ao final do ano, ficam concluídas as residências para o administrador comunal e seu adjunto, a sede da administração de Capaia e a esquadra da Polícia.

Reabilitação de estrada


Além disso, o governador garantiu, para o próximo ano, a reabilitação da estrada que liga a comuna do Camissombo a Capaia, passando pela regedoria do Samulambo, de forma a potenciar o desenvolvimento da região. Durante a visita que efectuou à comuna de Capaia, Ernesto Muangala procedeu à entrega de medicamentos diversos e mosquiteiros ao posto de saúde.
Na regedoria do Sangongo, o governador provincial ofereceu cinco motorizadas, geradores, televisores de 14 polegadas, roupa usada, cobertas, parabólica e bens alimentares.A comuna do Capaia tem nove mil habitantes, que na sua maioria vivem da agricultura e da caça.

Tempo

Multimédia