Províncias

Casos de cólera aumentam no Lucapa

João Silva |Dundo

As autoridades sanitárias do município do Lucapa, província da Lunda-Norte, estão preocupadas com o aumento de casos de cólera nos últimos dias.

As autoridades sanitárias do município do Lucapa, província da Lunda-Norte, estão preocupadas com o aumento de casos de cólera nos últimos dias.
O chefe de repartição municipal da Saúde, Silvestre Henrique, disse ao Jornal de Angola que os primeiros casos de cólera foram notificados a 2 de Dezembro e até ao último fim-de-semana 178 casos deram entrada no hospital local, de que resultaram 48 mortes.Silvestre Henrique adiantou que essa cifra pode não ser definitiva, pois não inclui os casos que ocorrem em alguns bairros periféricos do Lucapa, sobre os quais as autoridades sanitárias não foram informadas.Os bairros mais afectados são o Veiga e 11 de Novembro, com 34 casos cada, 1º de Maio, 20, Chiluata, 18, Congresso, 14, Terra Nova, nove, e Estufa, quatro.
O responsável da Saúde defendeu a necessidade de se fazerem análises laboratoriais “para se determinar se realmente a doença que assola a região é mesmo a cólera ou outra patologia”. Segundo Silvestre Henrique, a inexistência de um laboratório de análises clínicas no Lucapa dificulta a identificação, com rigor, da origem da doença. “Cingimo-nos apenas aos seus sintomas, que são parecidos com os da cólera (diarreias e vómitos)”, sublinhou Silvestre Henrique.
O responsável disse que o hospital do Lucapa está bem servido em medicamentos, mas a maior preocupação está na falta de pessoal técnico. Apenas dois médicos e três enfermeiros estão disponíveis. “Este número tem sido insuficiente, pois as pessoas aparecem no hospital totalmente debilitadas”, acrescentou o chefe de repartição de saúde.

Tempo

Multimédia