Províncias

Centenas de jovens concorrem à docência

João Silva | Dundo

Pelo menos 450 jovens da província da Lunda-Norte concorrem a 160 vagas na Escola de Formação Média de Professores do ensino geral, segundo o director da instituição, André Leonardo.

Pelo menos 450 jovens da província da Lunda-Norte concorrem a 160 vagas na Escola de Formação Média de Professores do ensino geral, segundo o director da instituição, André Leonardo.
Aquele responsável explicou que, neste ano académico, a direcção vai priorizar os jovens desempregados e sem compromisso com qualquer sector, enquanto os que estudaram em 2010 e que trabalham vão continuar matriculados até terminarem o curso.
“Por exemplo, referiu o responsável, o estudante que acabe o ensino médio de educação vai para a Escola Superior Pedagógica, mas se ele trabalha e for colocado num município para dar aulas não aceitará, porque tem compromisso com outro serviço”.
A escola funciona há um ano com 2.147 alunos, dos quais 1.111 aprovaram, 653 reprovaram e 383 desistiram. Esses dados representam uma taxa de aproveitamento de 52 por cento. />Os alunos que estudaram no ano passado já confirmaram as suas matrículas e na próxima segunda-feira começam as provas de aptidão dos alunos inscritos pela primeira vez, explicou André Leonardo.
A Escola de Formação de Professores ministra cursos técnicos de língua portuguesa, literatura, metodologia de ensino, práticas, seminários, estágio pedagógico, biologia, química, física e história. Para este ano prevê introduzir a disciplina de informática.
No ano passado as aulas foram ministradas por 64 professores. A escola precisa de mais 30 docentes. 
A reabilitação do estabelecimento onde, no passado, funcionou o Instituto Médio Politécnico do Nordeste, além da sala de informática, biblioteca, laboratórios de química, física e biologia, constituem objectivos prioritários, segundo André Leonardo.

Tempo

Multimédia