Províncias

Centenas de professores são formados no Cuango

Armando Sapalo | Dundo

Um grupo de 271 professores, que terminou a sua formação na Escola de Formação de Professores do município do Cuango, província da Lunda-Norte, em 2006, tem dado um contributo significativo ao sector da Educação, afirmou ao Jornal de Angola, o subdirector administrativo da instituição.

Joaquim Simão explicou que os professores são formados nas especialidades de Língua Portuguesa, Matemática, Física, Química e Biologia e leccionam nas escolas do I ciclo do  ensino secundário, sobretudo nos municípios localizados na região sul  da província.
“A carência de professores nos municípios de Caungula, Lubalo, Cuílo, Capenda Camulemba e Xá-Muteba está a reduzir substancialmente”, sublinhou, notando que a escola do Cuango foi criada para acudir à falta de professores que se  verificava naquela região . “Muitos dos jovens  formados aqui estão a dar o seu contributo em várias zonas rurais”, acrescentou.
O subdirector defende que os jovens que formados na Escola de Formação de Professores devem ter prioridade nos concursos públicos promovidos pelo Ministério da Educação, porque estão devidamente qualificados para leccionar.
Neste ano lectivo, a Escola de Formação de Professores do Cuango matriculou 688 alunos. Até ao final do ano,  cerca de cem novos professores concluem a sua formação para, depois, servirem o sector da Educação na província.
A escola de ensino médio do Cuango conta com 25 professores, cinco dos  quais estrangeiros e são necessários mais docentes para leccionar as cadeiras teóricas de desenvolvimento curricular, análise sociológica da administração e gestão escolar.

Tempo

Multimédia