Províncias

Cidade do Dundo tem novo mercado municipal

Victorino Matias | Dundo

A população da cidade do Dundo, província da Lunda-Norte, conta com um novo mercado, inaugurado no sábado pelo vice-governador para o sector político e social, Moisés Chingongo.

A população da cidade do Dundo, província da Lunda-Norte, conta com um novo mercado, inaugurado no sábado pelo vice-governador para o sector político e social, Moisés Chingongo.
Denominado Samanhonga, o mercado municipal está localizado no bairro Camaquenzo 1, na zona do Carinhenga, ocupando uma área de 45 mil metros quadrados, com 700 bancas, das quais 302 com ­cobertura de chapas.
 O novo mercado, que vai albergar mais de mil vendedores, possui igualmente uma área com 24 armazéns.
Ao discursar no acto de inauguração, Moisés Chingongo disse estar satisfeito com o empreendimento, que vai criar mais postos de trabalho e abastecer, em termos de alimentos, a população da cidade, pedindo aos vendedores para manterem a higiene nas suas bancadas, “para não porem em perigo a saúde das pessoas”.
 O vice-governador prometeu, para breve, a instalação de câmaras frigoríficas, para conservar produtos de natureza animal e vegetal, a recuperação da estrada que facilita o acesso ao mercado, uma torre de iluminação e a contratação de uma empresa de segurança para garantir a protecção de vendedores e compradores.
O administrador municipal do Chitato, Marcelino Chissupa, disse que o governo já tem elaborada uma maqueta para a construção de um mercado moderno na cidade do Dundo, mas “enquanto não se efectivar, a população e os comerciantes continuarão a trabalhar no mercado do Samanhonga”.
 Arnaldo Mupi, ex-vendedor do mercado do Caxinde, disse que o novo mercado oferece melhores condições, porque “temos armazéns para guardarmos as mercadorias e ruas para o acesso de viaturas”.
O mercado do Samanhonga substitui o do bairro Caxinde, existente há cerca de seis anos e que actualmente está ameaçado pelas ravinas e sem condições para a prática do comércio. 

Tempo

Multimédia