Províncias

Criados novos sistemas de água

Isidoro Samutula | Dundo

A província da Lunda-Norte beneficia, a partir de Novembro, de novos sistemas de abastecimento e distribuição de água potável, a serem construídos em 15 localidades da província, anunciou quinta-feira, no Dundo, o secretário de Estado das Águas.

Governo Provincial continua a desenvolver acções destinadas a levar os serviços essenciais a todas as comunidades
Fotografia: Benjamim Samutula

Luís Filipe da Silva avançou que o projecto, a ser aplicado até 2017, está avaliado em 18 milhões de dólares e visa garantir o abastecimento de água potável às zonas rurais, sobretudo às aldeias e povoações com elevada densidade populacional.
Nos municípios de Capenda Camulemba e Xá-Muteba é criado em paralelo o projecto ligado ao sistema de abastecimento de águas superficiais, com bombagem, tratamento, armazenamento e distribuição através de chafarizes, nas sedes municipais e bairros periféricos. Luís Filipe da Silva disse que a empresa responsável pelos projectos está a fazer um estudo nas localidades onde serão criados os projectos.
O secretário de Estado das Águas garantiu que os novos projectos e a melhoria dos já existentes são extensivos a todos os municípios da província da Lunda-Norte. “Todos os municípios, de um modo geral, são objecto de intervenção, para assegurar o abastecimento de água a partir de 2017, o mais tardar”, anunciou.
Para a cidade do Dundo, Luís Filipe da Silva prometeu dar prosseguimento à segunda fase do projecto de abastecimento de água.
A primeira fase foi concluída em 2011, com a recuperação e aumento da capacidade dos sistemas de abastecimento de água do Mussungue e Cazunda, para um universo de mais de 20 mil famílias, disse.
A segunda fase, segundo Luís Filipe da Silva, consiste na concretização de acções a nível das redes de distribuição, mormente na instalação de mil ligações domiciliárias na cidade do Dundo e arredores.
Na província da Lunda-Norte está igualmente a ser construída a estação de captação de água do Luachimo, que vai abastecer a centralidade do Dundo, cuja execução está a cargo da SONIP, do grupo Sonangol.
Luís Filipe da Silva disse que a infra-estrutura tem 185 metros de altura, com um sistema de bombagem de 300 metros cúbicos por hora e uma capacidade de produção diária de 20 mil metros cúbicos de água.
O secretário de Estado das Águas deslocou-se ao município do Lucapa, para inaugurar o sistema de abastecimento da localidade do Luó e constatar o andamento das obras de recuperação da estação da captação de água do Luangando. Visitou ainda o município do Cambulo, para se inteirar dos investimentos a nível do sector, com destaque para a estação de captação de água do Sachicuco.

Tempo

Multimédia