Províncias

Cuango regista melhorias na Educação

Isidoro Samutula | Cuango

Pelo menos 54 novas salas de aulas estão a ser construídas em diferentes localidades do município do Cuango, província da Lunda-Norte, revelou na sexta-feira, ao Jornal de Angola, o administrador local.

Com a reabilitação e construção de estabelecimentos de ensino nas comunidades mais crianças são inseridas no sistema normal de ensino
Fotografia: Isidoro Samutula | Cuango

Luís Muambongue referiu que a construção de salas consta de um programa de aumento das infra-estruturas escolares na localidade. O município possui actualmente 173 salas, para mais de 40 mil alunos matriculados este ano.
“É uma preocupação das autoridades garantir melhores condições de ensino e aprendizagem a todas as nossas crianças”, disse Luís Muambongue, notando que o Cuango é o segundo município da província com mais crianças matriculadas, depois do Chitato.
Uma melhor disponibilidade financeira do Executivo está a permitir a execução de diferentes projectos sociais no município e uma melhoria significativa do nível de vida das populações.
Paralelamente à educação, as autoridades do Cuango privilegiaram a execução de programas ligados às áreas de saúde, energia e águas, reabilitação das vias secundárias e terciárias e combate às ravinas.
“Estamos a incrementar um programa de luta anti-vectorial das larvas de mosquitos, para prevenir a população de surtos de malária e outras epidemias, como a cólera”, disse Luís Muambongue, realçando que a rede sanitária foi alargada a outras localidades distantes da sede municipal, referindo, como exemplo, a reconstrução do centro médico do Cuango, construção do posto de saúde na aldeia do “Fernando”, entre outras infra-estruturas sanitárias.
O fornecimento de energia eléctrica pública e domiciliar na vila do Cuango e nas localidades de Luzamba e Louremo vai ter melhorias significativas até ao final do ano, com a montagem de um grupo de geradores, disse o administrador, que anunciou a contratação de uma empresa para a monitorização.
Luís Muambongue explicou que estas localidades já beneficiam de sistemas de captação e distribuição de água potável. Reconheceu que a área de Cafunfu ainda enfrenta dificuldades de abastecimento de água, mas garantiu que a situação pode ser alterada em breve, com a conclusão das obras de reabilitação da estação de captação e tratamento.
Segundo Luís Muambongue, a administração municipal celebrou um acordo com a Sociedade Mineira do Cuango (SMC) e a Luminas para a recuperação das vias ­secundárias e terciárias do município, sobretudo entre a sede e a área de Cafunfu, para facilitar a livre circulação de pessoas e bens.
O administrador Luís Muambongue garantiu, ainda, para este ano, o incremento de programas de contenção das ravinas que ameaçam os bairros Gika, Bala-Bala e a central térmica na vila do Cafunfu, onde estão em curso diversas acções de impacto social.

Tempo

Multimédia