Províncias

Escola do Dundo formou bacharéis

Joaquim Aguiar e Rodeht Wazenga | Dundo

A Escola Superior Pedagógica da Lunda-Norte formou 104 bacharéis nas especialidades de línguas, biologia, química, física, educação de infância e matemática, no fim de mais um ano lectivo.

Todas as províncias do país contam com universidades e núcleos universitários
Fotografia: Bejamim Cândido|Dundo

A Escola Superior Pedagógica da Lunda-Norte formou 104 bacharéis nas especialidades de línguas, biologia, química, física, educação de infância e matemática, no fim de mais um ano lectivo.
 O director da escola, Augusto Chipombela, disse que a instituição vai continuar a formar profissionais do sector da educação, dotando-os de elevado nível de cultura científica e profissional, para poderem intervir nos diferentes projectos do sistema de educação e ensino na província e na país.
 Augusto Chipombela disse ainda que a instituição que dirige “tem primado pela aplicação de métodos científicos que garantem uma formação integral dos estudantes, o que lhes vai permitir desenvolver capacidades intelectuais e o domínio da profissão, tendo em conta a necessidade da construção de uma nova sociedade”.
 Augusto Chipombela reconhece as insuficiências do sistema de ensino e defende que o corpo docente deve utilizar métodos criativos para desenvolver habilidades de comunicação colectiva, que permitam distinguir as diferenças individuais dos estudantes. Reconheceu igualmente que existem ainda práticas anti-pedagógicas, relacionadas com fraudes praticadas por alguns estudantes mas anunciou que “têm sido tomadas medidas educativas e administrativas para desencorajar aqueles que são incapazes de assimilar conhecimentos através de meios didácticos e pedagógicos”.
O governador provincial, Ernesto Muangala, que esteve presente na cerimónia, anunciou para 2012, o alargamento do nível de formação de bacharelato para licenciatura, com o início dos cursos nas faculdades de Direito e Economia da Universidade Lueji Akonde, que tem sede na cidade do Dundo.
 Ernesto Muangala está optimista quanto à criação de condições que garantam o normal funcionamento da Universidade Lueji Akonde. Informou que a Endiama entregou ao Governo Provincial instalações na vila mineira do Luzamba, que passam a ser a sede da Escola Superior Politécnica, a partir de 2012. 
 O governador destacou ainda estão a ser dados passos para a consolidação das estruturas do ensino superior na província. No dia 11 de Novembro foi inaugurado o internato da Escola Superior Pedagógica, com capacidade para alojar 60 estudantes das províncias que compõem a região académica da universidade Lueji Akonde.
Também foi inaugurada a biblioteca provincial que vai entrar em funcionamento nos próximos dias, para servir de suporte às pesquisas académicas.
 Ernesto Muangala deu os parabéns à Escola Superior Pedagógica pelo contributo que tem dado nos últimos seis anos, na formação de quadros para a reconstrução nacional e sobretudo na formação de mentalidades e de uma consciência virada para o trabalho.
 A Escola Superior Pedagógica da Lunda-Norte foi institucionalizada em 2004 e até à data já formou 667 bacharéis, nas especialidades de línguas, biologia, química, física, educação de infância e matemática.
 O acto de graduação dos novos bacharéis, realizou-se no pavilhão gimnodeportivo adjacente à Escola Superior Pedagógica e contou com a presença de membros do governo local, do reitor da universidade Lueji Akonde, Samuel Vitorino, da sociedade civil e familiares dos estudantes.

Tempo

Multimédia