Províncias

Faculdades da província lançam primeiros técnicos

Victorino Matias | Dundo

Os primeiros 27 licenciados da Faculdade de Economia e 23 outros do curso de Direito, formados pelas unidades orgânicas da Universidade Lueji a´Nkonde, na Lunda Norte, foram colocados ontem no mercado de trabalho, numa cerimónia presidida pelo governador Ernesto Muangala.

Os referidos finalistas fazem parte de um grupo de 254 licenciados em Economia, Direito e Ciências da Educação, este último curso acolheu o maior número de graduados, num total de 204, formados nas especialidades de línguas Portuguesa e Inglesa, Matemática, Ensino Primário, Ensino Especial, Biologia, Química e Física, na Escola Superior Pedagógica da Lunda Norte.
O reitor da universidade, Carlos Pedro Yoba, considerou o acto bastante importante, por marcar também o lançamento dos primeiros magistrados e economistas formados na IV Região Académica e, particularmente, na província da Lunda Norte. Carlos Yoba explicou que apenas 18 por cento dos finalistas postos no mercado do emprego são mulheres, o que espelha bem a fraca adesão na capacitação da população estudantil do sexo feminino a nível do ensino superior.
O reitor da Universidade Lueji a´Nkonde anunciou ainda que, em Abril de 2017, vão ser lançados os primeiros licenciados da Escola Superior Politécnica, sita no município do Cuango.
O governador da Lunda Norte, Ernesto Muangala, felicitou os finalistas por terem dado passos significativos, no que toca à formação académica, esperando que os mesmos possam contribuir com o seu saber para o desenvolvimento socioeconómico da província e do país em geral.
“Licenciaram-se para servir o nosso vasto país, por isso, é que devem estar preparados para trabalharem em qualquer ponto de Angola. Não foram formados para estar somente aqui na província da Lunda Norte”, salientou.
O governante apelou aos familiares dos finalistas para que os apoiem na nobre missão de ajudar no engrandecimento do país.

Tempo

Multimédia