Províncias

Formação profissional chega a mais localidades

Isidoro Samutula | Dundo

O chefe dos serviços provinciais da Lunda-Norte do Instituto Nacional de Emprego e Formação Profissional (INEFOP) anunciou, na quarta-feira, no Dundo, o alargamento da formação profissional aos municípios de Cambulo e Xá-Muteba.

Na província da Lunda-Norte estão a ser ministrados vários cursos de artes e ofícios no âmbito do programa de combate ao desemprego
Fotografia: Jornal de Angola

O chefe dos serviços provinciais da Lunda-Norte do Instituto Nacional de Emprego e Formação Profissional (INEFOP) anunciou, na quarta-feira, no Dundo, o alargamento da formação profissional aos municípios de Cambulo e Xá-Muteba.
Wilson Luciano disse que a medida tem o objectivo de proporcionar aos jovens formação profissional que os prepare para o mercado de trabalho e contribuir para a diminuição do desemprego.
Para este ano, afirmou, há inscrições para cursos de electricidade, marcenaria, construção civil, serralharia, canalização, culinária, informática e de corte e costura, que começam em 1 de Março.
Com o alargamento da formação a mais municípios prevê-se o aumento do número de formandos.
 Até agora, a formação era apenas ministrada nos municípios de Chitato e Cuango, graças às unidades móveis, e no do Lucapa, onde há um centro.
No ano passado, referiu Wilson Luciano, os níveis de formação aumentaram significativamente. Houve 490 finalistas, 91 no município do Chitato, 236, em Lucapa e os restantes, no Cuango.
“Apesar de se registarem melhorias a nível de formação, o INEFOP tem muitas dificuldades em conseguir emprego para os recém formados”, lamentou, acrescentando que a falta de anúncio de vagas por parte das entidades empregadoras faz com que alguns finalistas continuem no desemprego.
Para inverter o quadro, acrescentou, estão a ser elaborados documentos  legislativos para os parceiros sociais deixarem de recorrer a mão-de-obra barata e passarem a consultar os serviços provinciais do INEFOP para o recrutamento de pessoal devidamente formado.

Tempo

Multimédia