Províncias

Gestores escolares actualizam conhecimentos

Rodeth Wazenga | Dundo

Gestores escolares e inspectores da Educação na Lunda-Norte frequentam, desde quarta-feira, durante cinco dias, um seminário para actualização de conhecimentos, tendo em vista o novo estatuto da carreira docente.

Gestores escolares e inspectores da Educação na Lunda-Norte frequentam, desde quarta-feira, durante cinco dias, um seminário para actualização de conhecimentos, tendo em vista o novo estatuto da carreira docente.
Durante a acção de formação são ministradas matérias sobre administração e gestão escolar, estatuto orgânico da carreira dos docentes do ensino primário e secundário e sistemas de avaliação de desempenho da educação adequado à matriz do novo estatuto da carreira docente.
O seminário, promovido pela direcção provincial da Educação, Ciência e Tecnologia, trata, também, temas ligados à supervisão pedagógica nas escolas do ensino primário, probidade pública, importância da estatística no sistema educativo e metodologia de avaliação no contexto escolar.
A estrutura orgânica das instituições de ensino público, o regime jurídico das férias, faltas, licenças e regime disciplinar dos funcionários públicos e agentes administrativos são, igualmente, temas a abordar no seminário. Os gestores das escolas dos diferentes níveis de ensino não universitário, dos nove municípios da província da Lunda-Norte, actualizam, ainda, conhecimentos sobre regime jurídico da carreira de inspecção, fiscalização e controlo da administração do estado, objectivos e funções da actividade dos inspectores, orientações sobre a preparação do ano lectivo 2011 e a dimensão cultural e sua incidência no sistema educativo.
Na abertura do seminário, o chefe do departamento de inspecção disse que o objectivo do seminário “é proporcionar aos formandos conhecimentos teóricos, práticos, multidisciplinares e actualizados, que lhes garantam qualidades e eficácia na actividade dos inspectores, que, por sua vez, contribui para a qualidade do nível de ensino”.
André Manaças afirmou que “a componente prática se realiza nas escolas do ensino geral e médio e permite o desenvolvimento de capacidades relacionadas com o uso prático de metodologia participativa”.
Esta é a primeira acção do género a se realizar na província da Lunda-Norte com a participação de inspectores e gestores escolares de todos os municípios.

Tempo

Multimédia