Províncias

Governador provincial está preocupado com atraso verificado nas obras sociais

Fula Martins | Xá-Muteba

O governador da Lunda-Norte, Ernesto Muangala, mostrou-se ontem preocupado com o atraso que se regista na execução das obras de impacto social no município de Xá-Muteba.

O governador da Lunda-Norte, Ernesto Muangala, mostrou-se ontem preocupado com o atraso que se regista na execução das obras de impacto social no município de Xá-Muteba.
Ernesto Muangala, que trabalhou durante dois dias em Xá-Muteba, no quadro de uma digressão de dez dias que efectua ao interior da Lunda-Norte, disse aos jornalistas que o governo provincial já cumpriu a sua obrigação e assacou directamente aos empreiteiros a responsabilidade da morosidade das obras. “Constatámos que o nível de execução financeira é superior à execução física das obras”, disse o governador, considerando contudo de “positivo” o nível de execução dos projectos de combate à fome e pobreza no município de Xá-Muteba. O governador realçou que o município tem conhecido melhorias significativas nos sectores da saúde e educação, com a reabilitação e apetrechamento do centro de saúde, construção de vários postos médicos e abastecimento regular de medicamentos.
Notou que em Xá-Muteba foram erguidas mais quatro salas e está em execução o programa de merenda que, como disse, tem contribuído para uma melhor assimilação dos alunos.
No âmbito dos projectos de investimentos públicos, está em curso a construção de residências para enfermeiros e professores e o abastecimento de energia eléctrica é garantido por grupos geradores, enquanto se aguarda pela construção de mini- hídricas, para melhorar a iluminação pública e domiciliária, segundo apurou o Jornal de Angola. O governador provincial esclareceu que no município de Xá-Muteba está a ser implementado um projecto de repovoamento de gado bovino. “Neste momento estamos a fazer a entrega de cabeças de gado aos pequenos e médios criadores”, disse Ernesto Muangala, antes de elogiar os camponeses pelo aumento dos níveis de produção, em grande escala, da mandioca.
“Grande parte da fuba de bombó consumida, sobretudo em Luanda e em algumas regiões do país, é proveniente de Xá-Muteba”, precisou o governador Ernesto Muangala, acrescentado que o abastecimento de água potável está garantido, com a abertura de furos nas localidades de maior concentração populacional.

Tempo

Multimédia