Províncias

Governo provincial aposta na expansão de serviços

Armando Sapalo | Dundo

O governador da Lunda-Norte, Ernesto Muangala, disse, ao Jornal de Angola, que o governo provincial tem a intenção de adquirir nove clínicas móveis e mais ambulâncias para assistência às populações de zonas distantes dos centros urbanos.

Autoridades locais apostam na expansão dos serviços de Saúde e na admissão de técnicos para baixar os índices de mortalidade
Fotografia: Jornal de Angola

O governador da Lunda-Norte, Ernesto Muangala, disse, ao Jornal de Angola, que o governo provincial tem a intenção de adquirir nove clínicas móveis e mais ambulâncias para assistência às populações de zonas distantes dos centros urbanos.
Ernesto Muangala disse que está prevista no ano em curso a construção de um laboratório de análises clínicas no Dundo. O governador da Lunda-Norte anunciou, para breve, a conclusão das obras de reabilitação dos hospitais do Dundo, Sacavula, Lucapa e dos centros médicos das localidades de Muxinda e Fucauma.
O governo provincial reservou 11 por cento do valor disponibilizado pelo Orçamento Geral do  Estado para os referidos projectos, disse Ernesto Muangala no final de uma visita efectuada ao Hospital Sanatório de Sacavula e municipal de Chitato.
Ernesto Muangala revelou que foi estabelecido um calendário específico de visitas de surpresa às demais unidades hospitalares de referência, com particular realce para as que possuem autonomia administrativa e financeira. O governador da Lunda-Norte considerou ser de extrema importância uma fiscalização rigorosa na actividade desenvolvida pelos hospitais, a julgar pelos investimentos que o Executivo está a direccionar para o sector da Saúde.
Muangala disse ter saído bastante satisfeito com o nível de organização que encontrou em relação à gestão dos dois hospitais visitados.
“Essa é uma visita que não foi comunicada, surpreendemos todos, mas ainda assim saímos satisfeitos com o índice de organização e desempenho dos profissionais do sector”, reforçou o governador.
Segundo o governador Ernesto Muangala, é aceitável a dieta alimentar dos pacientes que se encontram nos dois hospitais, que beneficiam de três refeições diárias.
Ernesto Muangala orientou os responsáveis do sector da Saúde na província a estabelecerem contactos com a direcção nacional de medicamentos, no sentido de reforçarem as suas reservas.
Sobre os rumores que dão conta de supostos casos que têm a ver com a ausência de enfermeiros e médicos no local de trabalho, durante os finais de semana, Ernesto Muangala adiantou que o governo provincial está a apurar a veracidade dos referidos comentários.
Médico de profissão, Muangala estabeleceu como acções prioritárias do seu pelouro, durante o presente exercício económico, a ampliação e expansão da rede sanitária da região, através da construção de novos postos e centros de saúde, a nível das localidades com maior aglomeração populacional.
“Tudo vamos fazer para que a população da província se sinta cada vez mais próxima dos cuidados primários de saúde, visto que decretámos o ano de 2012 como dedicado ao sector da Saúde”, afirmou.

Tempo

Multimédia