Províncias

Habitações sociais entregues a famílias

Armando Sapalo| Lunda Norte e Isidoro Samutula| Dundo

As municipalidades do Lucapa, Cambulo e Cuilo, na província da Lunda Norte, contam, cada uma, com 50 casas, das duzentas previstas para cada município, no âmbito do Programa de Fomento Habitacional em curso no país, informou, no domingo, a ministra do Urbanismo e Habitação.

Primeiros moradores foram unânimes em reconhecer a iniciativa do Executivo na melhoria da situação habitacional das famílias
Fotografia: Benjamim Cândido|Dundo

 Branca do Espírito Santo fez, no sábado e domingo, a entrega formal das residências do tipo T-3 aos primeiros moradores a nível dos três municípios, no âmbito das festividades do 14º aniversário da assinatura dos acordos de Paz.
O vice-governador provincial da Lunda Norte para o sector Técnico e Infra-estruturas, Lino dos Santos, disse na ocasião que a primeira fase da construção das 200 habitações sociais iniciada em Março do ano 2012 fica concluída no princípio do próximo ano.
Lino dos Santos garantiu que as casas foram construídas de acordo com os modernos padrões de urbanização e em obediência ao impacto ambiental, com a plantação de árvores e reposição do manto vegetal, como forma de evitar a erosão dos solos.
Para dar continuidade à construção de passeios, lancis e colocação de postos de iluminação pública foram contratadas empresas especializadas em projectos de urbanização, informou Lino dos Santos, que lamentou o comportamento de algumas pessoas que vandalizaram as casas e os postos de iluminação pública, depois da conclusão das obras.
Para se evitar mais acções de vandalismo, acrescentou Lino dos Santos, o Governo da província tomou a decisão de apressar a entregar das primeiras 50 casas já concluídas aos moradores, mesmo antes da celebração dos contratos com o Instituto Nacional de Habitação.
O programa prevê a construção de 100 das duzentas casas nas sedes municipais e as restantes nas comunas, com vista à promoção do desenvolvimento harmonioso e atrair os quadros, que asseguram o funcionamento dos serviços da administração pública, disse Lino dos Santos.
O vice-governador provincial adiantou que a segunda fase da execução do Programa de Fomento Habitacional aguarda pela mobilização de recursos financeiros, tendo solicitado a intervenção do Ministério do Urbanismo e Habitação.
Os primeiros moradores foram unânimes em reconhecer a iniciativa do Executivo na construção de casas sociais, contribuindo para a melhoria da situação habitacional das famílias angolanas. Os munícipes do Lucapa, Cambulo e Cuilo destacaram a importância  do projecto, considerando que a iniciativa vai reduzir o problema do défice habitacional e um ponto de partida para a melhoria da imagem das localidades.
 
 Obras nas estradas

O ministro da Construção, Valdemar  Alexandre, garantiu que o Executivo trabalha para encontrar “uma solução imediata” para a conclusão dos últimos 40 quilómetros, dos 540 quilómetros da Estrada Nacional 225, que liga os municípios do Tchitado, Lovua, Cuilo, Lubalo, Caugula e Cuango, na província da Lunda Norte.Valdemar Alexandre referiu que esse troço \"não pode ficar refém dos quilómetros em falta\", em função da sua importância para a circulação de pessoas e bens. Acrescentou que o seu sector pondera a alteração do traçado devido a fenómenos naturais, como as ravinas.
“Procuramos nos próximos tempos   intervir no troço naquilo que forem as soluções técnicas que o Instituto de Estradas de Angola (INEA) encontrar para satisfazer os interesses da população”, sublinhou o ministro, que destacou, igualmente, as obras de reabilitação do troço entre os município do Lucapa e Cambulo, e o da vila de Nzagi ao rio Cassai e da Estrada Nacional 180-A, do Dundo a Nzagi.
Valdemar Pires Alexandre disse que no âmbito dos projectos de investimentos públicos, nesta altura, em função da redução dos recursos financeiros, o Executivo estuda um plano de intervenção na reabilitação de estradas, que tem como prioridade a Estrada Nacional 180-A entre Dundo e Nzagi, cuja execução física está em 30 por cento.
O  ministro da Construção disse que outros projectos são desenvolvidos paulatinamente na região, como a ligação entre Lucapa e Cambulo, estrada secundária de vital importância para o desenvolvimento dos projectos mineiros.

Tempo

Multimédia