Províncias

Hospital de Cambulo tem falta de médicos

João Silva | Dundo

O hospital do Município do Cambulo, Dr. José Eduardo do Carmo Nelumba, província da Lunda-Norte, necessita de pelo menos mais 20 médicos para diferentes especialidades e 80 enfermeiros qualificados, para melhorar a assistência às populações que acorrem à unidade sanitária, revelou na segunda-feira o director do hospital Lutonádio Fongo disse que, neste momento, o hospital conta com sete médicos, sendo cinco estrangeiros, dois nacionais e 45 enfermeiros, número suficiente para cobrir a procura.

A unidade sanitária conta com quase todos os serviços excepto o bloco operatório
Fotografia: Joaquim Manuel Aguiar

O hospital do Município do Cambulo, Dr. José Eduardo do Carmo Nelumba, província da Lunda-Norte, necessita de pelo menos mais 20 médicos para diferentes especialidades e 80 enfermeiros qualificados, para melhorar a assistência às populações que acorrem à unidade sanitária, revelou na segunda-feira o director do hospital Lutonádio Fongo disse que, neste momento, o hospital conta com sete médicos, sendo cinco estrangeiros, dois nacionais e 45 enfermeiros, número suficiente para cobrir a procura.
As principias patologias na região são a malária, que lidera o gráfico, com cerca de15 a 20 casos por dia, a pneumonia, anemia, doenças diarreicas agudas e insuficiência renal, com realce para os menores de cinco anos.
De Janeiro a Março deste ano, os serviços hospitalares do Cambulo registaram 12 casos de mortes por malária, na pediatria, mas o responsável admitiu ter havido um decréscimo em relação aos últimos três meses de 2011, sem pre­cisar o número de casos registados. O decréscimo de casos de óbitos por malária no hospital municipal do Cambulo deve-se à atenção que tem sido prestada pelo governo provincial, quanto ao incremento do Programa de Luta Contra a Malária e à aquisição de medicamentos e de meios técnicos que estão a permitir minimizar o índice gritante de casos de morte por malária.
A direcção do hospital municipal do Cambulo tem estado a sensibilizar as pessoas que acorrem àquela unidade sanitária, no sentido de observarem as medidas de prevenção, sobretudo a assumirem uma nova atitude e comportamento perante os aspectos de saneamento básico, para evitar o surgimento do veículo de transmissão da doença.
O hospital do Cambulo conta com quase todos os serviços, excepto o bloco operatório.
Dispõe ainda de três viaturas, sendo uma ambulância, uma para o a­poio dos médicos e o terceiro para suporte dos serviços gerais, mas são necessários mais meios.

Tempo

Multimédia