Províncias

Hospital do Dundo recebe mais médicos

João Silva | Dundo

Um grupo de dez novos médicos de nacionalidade cubana vão reforçar o sector da Saúde na província da Lunda-Norte, perfazendo um total de 20 especialistas deste país das Caraíbas a trabalhar em unidades hospitalares locais.

Um grupo de dez novos médicos de nacionalidade cubana vão reforçar o sector da Saúde na província da Lunda-Norte, perfazendo um total de 20 especialistas deste país das Caraíbas a trabalhar em unidades hospitalares locais.
Deste número, seis vão trabalhar no hospital do Dundo e quatro no Cambulo. Os 10 médicos foram apresentados na terça-feira no Dundo ao governador da Lunda-Norte, Ernesto Muangala.
Na ocasião, o governador garantiu existirem todas as condições para que os médicos prestem assistência às populações sem constrangimentos no domínio da vida social, assim como prometeu continuar a apostar na melhoria das condições de trabalho do sector da saúde na província.
Pedro António, director provincial da Saúde da Lunda-Norte, realçou, no termo do encontro de apresentação, que com este reforço o problema da falta de médicos ficou minorado, mas adiantou que o processo de contratação de mais médicos vai prosseguir. Disse que as autoridades sanitárias da Lunda-Norte apostam no recrutamento de mais médicos para serem colocados, nesta primeira fase, nos municípios de maior densidade populacional, nomeadamente, Chitato, Cambulo, Lucapa e Cuango.
Pedro António avançou que os serviços de saúde na Lunda-Norte contam com 31 médicos, entre os quais 20 cubanos e 11 de nacionalidade angolana, vietnamita, coreana e russa.

Tempo

Multimédia