Províncias

Hospital Geral é inaugurado em breve

Armando Sapalo | Dundo

A assistência sanitária à população da Lunda Norte vai ser ainda mais reforçada, com a entrada em funcionamento, nos próximos dias, do Hospital Geral David Bernardino, construído na Centralidade do Dundo, distrito urbano do Mussungue.

Neste momento está a ser concluído o apetrechamento do hospital com meios de diagnóstico e mobiliário
Fotografia: Benjamim Cândido|Dundo

O director provincial da Saúde, Buagica Bambelo, que anunciou sábado o facto, disse que a unidade sanitária tem uma capacidade de internamento de 92 camas e múltiplas especialidades.
O hospital, erguido no quadro da implementação da primeira fase da urbanização da cidade do Dundo, vai dispor de áreas de hemodiálise, radiologia, estomatologia, além da obstetrícia, pediatria, medicina interna e de serviços avançados de auxiliar de diagnóstico e terapêutica.
A abertura do Hospital Geral David Bernardino vai ajudar a consolidar a implementação de novas técnicas e envolver novos equipamentos de imagem.
O novo hospital vai trazer uma componente diferente na prestação de serviços de saúde a nível da Lunda Norte, uma vez que foi concebido para ser fundamentalmente uma unidade de especialidades médicas e cirúrgicas.
Quanto às obras, neste momento está a ser concluído o apetrechamento do hospital com meios modernos de diagnóstico e a instalação do mobiliário das enfermarias e de outras áreas de crucial importância para o seu funcionamento. O abastecimento de medicamentos essenciais e de material gastável está devidamente assegurado, assim como o corpo de médicos e enfermeiros.
A província da Lunda Norte espera receber, nos próximos dias, 34 médicos angolanos de várias especialidades, alguns dos quais seleccionados para trabalhar no estabelecimento clínico.
Questões operacionais e de logística estão, neste momento, a condicionar a chegada dos terapeutas contratados, processo levado a cabo em parceria com a Ordem dos Médicos de Angola. A quantidade de médicos e enfermeiros para o Hospital Geral vai ser determinada com base nas especialidades clínicas que começam a funcionar no início dos trabalhos da unidade.

Racionalizar quadros

O director provincial da Saúde esclareceu igualmente que está a ser estudada a possibilidade de haver uma escala de trabalho, para uma melhor planificação e racionalização de médicos disponíveis em outras unidades sanitárias do município do Dundo, como são os casos do Hospital Provincial e o do Sacavula, para se adoptar o regime de colaboração.
A configuração de um quadro de equipas, que vai funcionar em regime de turno é, neste momento, a solução encontrada pelas autoridades locais.
Além dos moradores da nova  do Dundo, o Hospital Geral David Bernardino vai também atender os habitantes da cidade do Dundo e arredores.
Todas as actividades de apoio aos serviços hospitalares, como energia eléctrica, água potável e transportes, segundo o responsável,  estão salvaguardados.

Tempo

Multimédia