Províncias

Internato do instituto pedagógico recebe estudantes no próximo ano

Benjamin Candido | Dundo

O internato da Escola Superior Pedagógica da Lunda-Norte, unidade orgânica da Universidade Luegi Akonde, em construção, na cidade do Dundo, começa, a partir do ano lectivo 2012, a receber os primeiros estudantes provenientes de outras províncias.

As autoridades locais esperam entregar oficialmente a obra em finais de Abril próximo
Fotografia: Benjamin Cândido

O internato da Escola Superior Pedagógica da Lunda-Norte, unidade orgânica da Universidade Luegi Akonde, em construção, na cidade do Dundo, começa, a partir do ano lectivo 2012, a receber os primeiros estudantes provenientes de outras províncias.
O vice-governador provincial para os serviços técnicos e infra-estruturas lembrou que o novo internato vai privilegiar estudantes das províncias inseridas na quarta região académica, que engloba, para além da Lunda-Norte, a Lunda-Sul e Malange. Linos dos Santos garantiu que as autoridades locais esperam entregar oficialmente a obra concluída e apetrechada à Universidade Luegi Akonde em finais de Abril do próximo ano.
As obras do futuro internato, referiu, são de inteira responsabilidade do governo provincial e enquadram-se no âmbito dos programas que têm o objectivo de conferir à universidade infra-estruturas adequadas para o seu funcionamento.
As obras, iniciadas em 2006, declarou, sofreram várias alterações a nível da estrutura física devido à crise financeira, que assolou o mundo há cerca de quatro anos.
O internato é composto por três edifícios, com capacidade para cem estudantes. Face às dificuldades de infra-estruturas, a nível da reitoria da Universidade Luegi Akonde, Lino dos Santos garantiu que o governo da Lunda-Norte, em parceria com as demais províncias que compõem a região académica e o Ministério do Ensino Superior, Ciência e Tecnologia estão a envidar esforços para colocar à disposição da Universidade as infra-estruturas indispensáveis ao seu pleno funcionamento.

Empreiteiro da obra

Alberto Faria, responsável pela obra, disse que os trabalhos se encontram numa fase bastante avançada, o que permite que seja entregue antes do início do próximo ano lectivo. Neste momento, afirmou Alberto Faria, decorrem os trabalhos de acabamentos, como reboques, colocação do telhado e conclusão da parte eléctrica no interior do edifício.
Também decorrem trabalhos de limpeza da área reservada ao pátio, onde vai ser plantada relva, e de canalização na cozinha e nas casas de banho, com a colocação de torneiras. O internato, edificado numa área de cinco mil metros quadrados, vai dispor de parque de estacionamento de viaturas, estando, igualmente, previsto a construção de salas para aulas de práticas.
 “A grande dificuldade que temos, desde o início das obras, relaciona-se com a dificuldade de acesso dos veículos que transportam, desde Luanda, os equipamento de trabalho”, salientou a responsável pela obra.
O director-geral da Escola disse estar satisfeito com a conclusão das obras do internato por, no próximo ano lectivo, poder já acolher estudantes que escolherem a cidade do Dundo para prosseguir os estudos. Augusto Chipombela frisou que, no ano passado, houve um número considerável de estudantes provenientes de oito províncias que desistiram antes do final do primeiro trimestre por falta de alojamento.

Tempo

Multimédia