Províncias

Jovens dão sangue no Dundo

Vitorino Matias | Dundo

O centro de hemoterapia do Hospital Central da Lunda-Norte recebeu 50 unidades de sangue, doadas por um grupo de jovens de vários estratos sociais, residentes na cidade do Dundo, numa campanha promovida pelo secretariado da JMPLA.

O centro de hemoterapia do Hospital Central da Lunda-Norte está mais reforçado
Fotografia: Jornal de Angola

O responsável do centro de hemoterapia, Paulo Maquenga, referiu que a instituição precisa de dadores voluntários de sangue, para ultrapassar as dificuldades que enfrenta para manter a reserva.
“Temos períodos em que  o Hospital Central fica sem reservas para acudir os casos mais graves e urgentes e, por isso, continuamos a apelar à sociedade civil a comparticipar nos esforços das autoridades, para garantir a vida às pessoas que precisam de sangue”, sublinhou Paulo Maquenga, notando que diariamente pelo menos 20 pacientes, sobretudo crianças, necessitam de transfusões de sangue.
Paulo Maquenga sublinhou que para colmatar estas dificuldades, a unidade tem contado apenas com a solidariedade de grupos religiosos, destacando-se a Igreja do Simão Toco e a juventude do MPLA.
Paulo Maquenga disse que parte significativa do sangue tem sido rejeitada, devido aos resultados de testes laboratoriais, que acusam casos de Sida, paludismo, sífilis, hepatites B e C.
 Paulo Maquenga revelou que em casos de emergência, perante as carências enfrentadas pelo hospital, a situação tem sido suprida pelos familiares dos pacientes ou através de apelos veiculados pelos meios de comunicação social.

Tempo

Multimédia