Províncias

Lueji e Marie Curie reforçam cooperação

Armando Sapalo | Dundo

Uma delegação da reitoria da Universidade Marie Curie da Polónia está desde segunda-feira na Lunda-Norte, no quadro do reforço da cooperação com a congénere Lueji A’Nkonde, nos domínios da educação, ciência e tecnologia.

Acordo prevê desenvolvimento de acções nas áreas técnicas que fortaleçam programas de formação de docentes angolanos à Polónia
Fotografia: Benjamim Cândido

O reitor da universidade angolana, Samuel Victorino, disse que os acordos de cooperação com a instituição do ensino superior polaca foram assinados em Maio deste ano, na cidade de Lublin, na Polónia, aquando da deslocação de uma delegação da Lueji A’Nkonde àquele país europeu. Nesse contexto, realçou o interesse das duas universidades em cooperar nas distintas áreas académicas, sobretudo, na necessidade dos docentes angolanos fazerem pós-graduações na Polónia.
Está igualmente previsto desenvolver acções de intercâmbio nas áreas técnicas, com vista a fortalecer os projectos de formação do Instituto Superior Politécnico de Saurimo, que é uma das unidades orgânicas da Lueji A´Nkonde.
Samuel Victorino reconheceu que a parceria entre as duas instituições vai contribuir significativamente para a melhoria da qualidade do processo docente-educativo local, tendo em conta a larga experiência da universidade polaca.
 A Universidade Marie Curie da Polónia , que existe há mais de 70 anos, é altamente qualificada e os seus níveis de organização devem ser aproveitados, com vista a assegurar um desenvolvimento eficaz do Plano Nacional de Formação de Quadros 2013/2020, salientou o reitor. A vice-reitora para a área de formação da Universidade Marie Curie, Barbara Hlibowiscka, salientou estar impressionada com os níveis de crescimento da instituição angolana que, em apenas quatro anos de existência, conseguiu instalar unidades orgânicas em diferentes localidades da sua região académica.
A par da vertente ligada ao curso de pós-graduação e ciências técnicas, a cooperação pode estender-se, na sua perspectiva, a projectos relacionados com o fortalecimento da organização e funcionamento das licenciaturas em Direito e Economia, além de mestrados em Ciências de Educação para professores da Universidade Lueji A´­Nkonde.“Ficámos muito impressionados com o crescimento desta universidade e estamos disponíveis para estender a nossa cooperação a outras áreas de ensino universitário”, frisou a vice-reitora da universidade polaca, cuja delegação também se reuniu com o governador provincial, Ernesto Muangala.
A Lueji A’Nkonde desenvolve a sua actividade na Quarta Região Académica, que abrange, além da Lunda-Norte, as províncias de Malange e Lunda-Sul, e conta actualmente com seis unidades orgânicas.
Neste ano lectivo, a instituição matriculou 7.500 estudantes nas faculdades de Direito, Economia e Medicina, e nas escolas superiores Pedagógica, Politécnica e de Agronomia.
Para o próximo ano, projecta-se a abertura de instituições de ensino superior, vocacionadas para a tecnologia agro-alimentar, Ciências Agrárias e uma Faculdade de Medicina Veterinária.

Tempo

Multimédia