Províncias

Lunda-Norte: Água chega em Caita e Txamba Mendes

Isidoro Samutula / Dundo

As populações das localidades de Caita e Txamba Mendes, município do Chitato, província da Lunda-Norte, estão a consumir, desde a semana passada, água potável pela primeira vez, com a entrada em funcionamento de dois furos artesianos, cujas obras, realizadas em quatro meses, custaram 17 milhões de kwanzas.

Responsáveis da província inauguraram os furos artesianos
Fotografia: Armando Sapalo | Edições Novembro

Os sete mil habitantes das duas localidades consumiam até então água dos rios, cacimbas e lagoas.

O sistema de abastecimento de água em Txamba Mendes comporta um furo artesiano com 74 metros cúbicos de profundidade, e uma electrobomba com capacidade para bombear 2.5 metros cúbicos por hora, que alimenta dois reservatórios de dez metros cú-bicos cada.

A electrobomba funciona com energia solar, com uma potência instalada de 7.75 quilowatts, e distribui água a três chafarizes.

O responsável da construtora Muconda Trading, Maurício Sérgio, que executou as obras, disse que o sistema de abastecimento de água na localidade de Caita tem quase o mesmo protótipo de Txamba Mendes.

O reservatório de Caita tem capacidade para armazenar dez metros cúbicos de água, e abastece igualmente três chafarizes.

Maurício Sérgio esclareceu que, além da construção de chafarizes, nas duas localidades foram feitas ligações domiciliares, em residências de sobas, professores e em infra-estruturas escolares , sanitárias e policiais.

Quanto à assistência técnica, o responsável garantiu que a construtora vai prestar serviços de manutenção nos dois sistemas durante um ano.

Tempo

Multimédia