Províncias

Lunda Norte conta com mais médicos

Victorino Matias| Dundo

O sector da Saúde na Lunda Norte foi reforçado com mais dez médicos de várias especialidades, de modo a aumentar a capacidade de atendimento à população nos hospitais, postos e centros da província.

Os novos profissionais foram contratados para dinamizar o sector no âmbito do Programa de Municipalização dos Serviços de Saúde
Fotografia: Mota Ambrósio

Os novos médicos apresentados são formados em área de clínica geral e medicina dentária, em diferentes universidades públicas e privadas de Luanda.
Os profissionais contratados, através da parceria existente entre a Ordem dos Médicos de Angola e o Governo da Lunda Norte, vão trabalhar na província, com vista a dinamizar o sector, no quadro do Programa da Municipalização dos Serviços de Saúde.
O governador da Lunda Norte, Ernesto Muangala, enalteceu o apoio institucional da Ordem dos Médicos de Angola, por ter respondido positivamente ao pedido do Governo da Lunda Norte com a mobilização de dez médicos, que vão ajudar a melhorar o serviço de saúde na região.
Ernesto Muangala disse que a presença dos médicos na Lunda Norte espelha o desenvolvimento socioeconómico que a província e o país têm registado nos últimos anos, com o surgimento de várias infra-estruturas sociais, assim como a formação socioprofissional dos seus quadros em vários campos do saber.
Para que os médicos possam desenvolver melhor o seu trabalho, o governador assegurou terem sido criadas as condições de transporte e de habitação e disse que os profissionais que se mostrarem dispostos a trabalhar na província vão contar com o apoio das entidades provinciais. “O rumo que o país está a tomar é de progresso e de desenvolvimento, permitindo que haja a redução das assimetrias entre províncias e a capital. Não podemos pensar que o desenvolvimento só se deve encontrar em Luanda. Lunda Norte também está a desenvolver-se, daí que estão de mãos abertas para receber os quadros que queiram trabalhar na província, nos variados sectores”, precisou.    
O bastonário da Ordem dos Médicos de Angola, Carlos Alberto de Sousa, enalteceu os esforços que o governo da Lunda Norte tem desenvolvido no sentido de melhorar a sua rede sanitária e as condições de trabalho dos técnicos de saúde, com a construção e a reabilitação das infra-estruturas hospitalares.

Reabilitação de hospitais

A reabilitação dos Hospitais do Dundo, do Sanatório de Sacavula, a construção dos Hospitais Materno-Infantil e Provincial, Instituto Médio de Saúde e a entrega das instalações do Hospital da Nova Centralidade do Dundo foram apontadas pelo médico como importantes para a melhoria do sector da Saúde na região. Carlos de Sousa reconheceu existir um número reduzido de médicos na província, mas garantiu envidar esforços no ­sentido de mobilizar mais profissionais do seu sector, para preencher o vazio que se regista.
“Vamos continuar a cooperar com o Governo Provincial, no sentido de colocarmos mais médicos na Lunda Norte, de forma a ajudar a reduzir não só a mortalidade materno-infantil, mas também outras patologias no seio da população”, referiu.

Tempo

Multimédia