Províncias

Mais água potável na cidade e bairros

Armando Sapalo| Dundo

O director provincial de Energia e Águas da Lunda-Norte, André Camilo, assegurou segunda feira que o abastecimento de água potável à cidade do Dundo e arredores vai melhorar consideravelmente, quando forem inaugurados, no próximo mês, os sistemas de produção e tratamento de água do Mussungue e Cazunda.

A população da cidade do Dundo e arredores vai deixar de ter problemas relacionados com o abastecimento de água potável
Fotografia: JA

O director provincial de Energia e Águas da Lunda-Norte, André Camilo, assegurou segunda feira que o abastecimento de água potável à cidade do Dundo e arredores vai melhorar consideravelmente, quando forem inaugurados, no próximo mês, os sistemas de produção e tratamento de água do Mussungue e Cazunda.
Os centros de produção e tratamento de água das referidas localidades, de acordo com o responsável, beneficiaram, durante dois anos, de obras de restauro, aumento da capacidade de produção, renovação das condutas, melhoramento e ampliação da rede de distribuição domiciliária.
O processo de renovação do sistema de produção e distribuição da água à cidade do Dundo inclui a montagem de cinco novas bombas na captação do Mussungue e duas outras no centro de Cazunda, para produzir mais de dez mil metros cúbicos de água por dia.
André Camilo disse que foram ainda construídas condutas de três mil metros de extensão entre as duas captações e uma outra conduta de transporte de quatro mil metros de tubagem, que liga o Mussungue à cidade do Dundo, num percurso de sete quilómetros.
O projecto contempla ainda a construção de tanques reservatórios com a capacidade de 12.500 metros cúbicos e a recuperação da antiga estação de armazenamento de água da geofísica.
O sistema de distribuição domiciliária, a nível da zona urbana, de acordo com responsável, está em fase de conclusão, restando a extensão da rede de distribuição nos bairros da periferia, que prevê a construção de 50 chafarizes.
O director adiantou que, de acordo com o número estimado de consumidores, o consumo diário por cada pessoa é de aproximadamente 150 litros de água, o que considera benéfico por ir de encontro às necessidades das populações.
Assegurou que o objectivo é fazer chegar e distribuir água de qualidade a todos os municípios da província. Por esta razão, disse, o governo local vai proceder à inauguração de mais captações de água no âmbito dos 35 anos da Independência Nacional.
Em Novembro, segundo o responsável, vão ainda ser inaugurados os sistemas de captação de água das sedes municipais de Cambulo e Cuango e das comunas do Canzar, Camissombo e Xinge, com o objectivo de melhorar o abastecimento às populações, de forma a evitar a proliferação de doenças provocadas por consumo de água imprópria.

Tempo

Multimédia